Usina em Potirendaba utiliza sistema para reduzir em 40% o volume de vinhaça e produzir adubo orgânico

Postado em: 05/04/2017 ás 16:48 | Por: Comunicação SAA

Arnaldo Jardim visitou instalações da empresa que reduz em cerca de 40% o volume da vinhaça produzida (Foto: João Luiz)A usina Cofco Agri, na sua unidade em Potirendaba, é a primeira do Brasil a transformar a vinhaça em adubo orgânico, ao utilizar uma tecnologia que reduz em cerca de 40% o volume da vinhaça produzida a partir da moagem da cana-de-açúcar. Apresentado no dia 30 de março de 2017 ao secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, o sistema de concentração transforma cada 210 m³ do material proveniente da cana produzido por hora em 90m³.

Durante o processo de compactação do material orgânico, a usina extrai água reutilizável na indústria, resultando na economia de 70m³ da água captada. Além disso, a vinhaça concentrada fornece altos níveis de potássio, o que viabiliza a sua aplicação para fertilizar a área de plantio. “Trata-se de uma grande economia, pois cada litro de etanol produzido resulta em 13 litros de vinhaça,  um grande volume do material”, disse o representante do Grupo Cofco Agri Marcos Campos

A técnica utilizada para a aplicação é outro diferencial, pois são distribuídos, em média, de 6 a 12 m³ de adubo de alta qualidade por hectare no campo, enquanto a média geral de aplicação é de 60 a 150 m³ por hectare. “Com o método de aplicação localizada, evita-se o empoçamento de vinhaça e possíveis problemas como a incidência de mosca-dos-estábulos”, explicou Campos.

A empresa que conta ainda com unidades em Catanduva, Sebastianópolis e Meridiano produz 75% da cana utilizada, por meio de plantio próprio e arrendamento, sendo que a produção de açúcar corresponde a 70% do seu mix de produtos. Em 2016, foram processadas 14,5 milhões de toneladas de cana, com expectativa de atingir 15 milhões de toneladas neste ano. Mundialmente, o grupo também atua na produção de sementes, grãos, açúcar, café e algodão.

“Em São Paulo, fazemos uma agricultura sustentável, harmônica com o meio ambiente e preocupada em preservar os recursos naturais, como nos orienta o governador Geraldo Alckmin”, afirmou o secretário Arnaldo Jardim.

A visita contou ainda com a presença do prefeito de Potirendaba, Flávio Daniel Alves, e do diretor do Escritório de Desenvolvimento Rural (EDR) de General Salgado, Sidney Ezidio Martins, que coordena o trabalho de controle da mosca-dos-estábulos executado pela Secretaria.

Por: Paloma Minke
Fotos: João Luiz

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: