Secretário de Agricultura destaca crescimento de 8% ao ano do setor de floricultura no País

Postado em: 28/08/2015 ás 15:02 | Por: erick

expoflora_holambraCom um crescimento de 8% ao ano, e movimentando cerca de R$ 5,7 bilhões, em 2014, o mercado de floricultura se destaca no agronegócio, aponta o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, na abertura da 34ª Expoflora, em Holambra, na quinta-feira, (27).

Arnaldo Jardim afirmou que Holambra criou uma tendência no setor de floricultura no Estado de São Paulo. “O município é o maior centro de cultivo e comercialização de flores e plantas ornamentais do País e responde por cerca de 40% das vendas do setor”, comentou.

O país conta com 8.248 produtores de flores e 14.992 hectares de área cultivada, que reúnem mais de três mil variedades de cerca de 350 espécies. O faturamento do setor previsto para este ano é de R$ 6,1 bilhões, além de ser responsável por 215,6 mil empregos diretos.

O Secretário de Turismo, Roberto de Lucena afirmou, em seu discurso, a importância de sua Pasta trabalhar em parceria com a Secretaria de Agricultura para estimular o turismo rural no Estado de São Paulo. “Eu quero celebrar a oportunidade de estar em Holambra e participar da abertura deste importante evento que tem projetado esta belíssima estância turística, não apenas para o Estado de São Paulo, mas para todo o Brasil. Esse trabalho, esse binômio entre Agricultura e Turismo tem produzido uma simbiose perfeita”, afirmou o secretário.

A cultura e as tradições trazidas pelos colonos holandeses garantem à cidade características peculiares que atraem, todos os anos, aproximadamente um milhão de turistas de dentro e fora do país.

O prefeito de Holambra, Fernando Fiori de Godoy destacou o crescimento do setor, mesmo diante a atual crise econômica que o Brasil passa no momento. “Os modelos de negócios criados na região são um sucesso movimentando centenas de milhares de empregos diretos. Isso mostra como a agricultura e o turismo podem caminhar juntos para o desenvolvimento econômico e social de uma região rica, como Holambra”, disse.

Controle biológico de pragas

Arnaldo Jardim lembrou que o governador Geraldo Alckmin o orientou para que sua Pasta criasse condições para ajudar os produtores e a indústria. Dessa forma, o Instituto Biológico está conduzindo pesquisas para definir estratégias de manejo de ácaros-praga em diversas culturas, com ênfase no uso de ácaros predadores da família Phytoseiidae. “O controle biológico consiste no emprego de um organismo (predador, parasita ou patógeno) que ataca outro que esteja causando danos econômicos às lavouras, evitando a utilização de agrotóxicos, trazendo benefícios ecológicos, econômicos e social. Controle biológico da Secretaria de Agricultura traz benefícios ecológicos, econômicos e social para o agronegócio”, destacou o secretário.

O levantamento do Instituto mostra que a resistência de ácaro-rajado e acaricidas – substâncias químicas utilizadas para combater ácaros – cresceu substancialmente. Hoje os agrotóxicos eliminam cerca de 20% das pragas. Diante desse cenário, os pesquisadores do Instituto vêm desenvolvendo estudos no Brasil sobre o potencial de evolução e monitoramento de realizando coletas de populações de pragas.

O uso de ácaros predadores para o controle de ácaros-praga, em relação ao número de aplicações de agrotóxicos em culturas como feijão, algodão, soja, tomate, mamão, uva, morango e ornamentais no Brasil é considerado um sucesso, visto que eliminam 98% das pragas.

A secretária do Meio Ambiente, Patricia Iglecias, disse que não existe meio ambiente sem a agricultura, assim como não há como pensar no agronegócio sem a questão sustentável. “A sociedade não pode mais tratar as questões naturais, como a agricultura sem cuidar do meio ambiente. O trabalho do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Pasta do Meio Ambiente e da Agricultura é criar meios para melhorar as condições de desenvolvimento sustentável para nossa geração e, principalmente para as próximas, que seguirão o nosso legado”, disse.

O Parque da Expoflora conta com uma área de 250 mil m² dos quais 750 m² são destinados à Exposição de Arranjos Florais, uma das principais atrações do evento, que este ano tem como tema Flores, Sabores e Sensações. Entre as atrações fixas estão a Mostra de Paisagismo e Jardinagem, com o tema Frutos do Jardim; a Parada das Flores; a Chuva de Pétalas; o Passeio Turístico por Holambra que inclui a visita a um campo de flores; as danças típicas; o Shopping das Flores e a culinária holandesa, além de parque de diversões, mini sítio e visita ao Museu de Holambra.

Foram investidos cerca de R$ 4 milhões e criados 1,8 mil empregos diretos. A expectativa dos organizadores é que 300 mil pessoas visitem a mostra, segue até 27 de setembro, sempre de sexta-feira a domingo, e no feriado de 7 de setembro, das 9h às 19h.

Para ver mais imagens do evento clique aqui.

Por Paulo Prendes

Mais informações:
Assessoria de imprensa - Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
Tel.: (11) 5067-0069
saacomunica@sp.gov.br

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: