Secretaria de Agricultura garante Melhor Caminho para mais cinco municípios paulistas

Postado em: 06/05/2016 ás 17:34 | Por: erick

AUDIÊNCIA PREFEITURAS DE ITANHAÉM, QUATÁ, INDIANA, IPORÃO  E MAIRIPORÃ - SAA/GAB 03/05/2016Governo paulista libera R$ 5,1 milhões para recuperar mais de 41 km de estradas rurais e garantir o escoamento da produção agrícola e mais qualidade de vida à população

O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, recebeu em audiência na terça-feira, 3 de maio, prefeitos de municípios das regiões Sul e Sudoeste do Estado para assinatura de convênios do programa Melhor Caminho/Pontos Críticos. As melhorias atenderão Itanhaém, Iporanga, Indiana, Quatá e Mairiporã. Toshio Misato, presidente da Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo (Codasp), responsável pelo programa, e os deputados estaduais Davi Zaia, Mauro Bragato e Milton Leite também estavam presentes no evento.

Preocupado em ampliar o alcance do programa Melhor Caminho, Arnaldo Jardim desenvolveu e propôs ao governador Geraldo Alckmin o conceito de recuperação dos pontos críticos, a partir do qual, em vez de readequar vários quilômetros de estrada, os técnicos da Codasp identificam os trechos mais prejudicados e atuam nestes. Dessa forma, é possível atender às necessidades de um número maior de produtores rurais, em mais cidades do Estado de São Paulo.

Arnaldo Jardim lembrou que mesmo em um momento de queda de arrecadação, que exigiu readequação e cortes no orçamento, o governador Geraldo Alckmin priorizou o investimento em obras de readequação de estradas rurais. “Estamos falando de recursos de mais de R$ 5,177 milhões que permitirão a recuperação de 41,14 quilômetros, sendo que a Secretaria de Agricultura responde por mais de 90% desse montante e a contrapartida correspondente às prefeituras beneficiadas não é cobrada em espécie, mas sim por meio da infraestrutura que será disponibilizada durante a realização da obra. Isso significa simplificar a vida do agricultor facilitando o escoamento dos produtos, mas também para que a população tenha acesso aos serviços básicos de saúde e educação com mais conforto. Tudo isso confere melhor qualidade de vida às pessoas que moram na zona rural”, afirmou o secretário.

De acordo com Davi Zaia, “o programa Melhor Caminho é fundamental porque, mesmo que não prestemos atenção, grande parte dos municípios do Estado tem sua economia baseada na produção agrícola e uma parcela importante da população vivendo na zona rural. A mobilidade é uma questão fundamental para as pessoas. Com a expertise da Codasp, as estradas passam a ter boas condições de trânsito e isso é um apoio vital para os municípios”, ressaltou.

Para Mauro Bragato, “o Melhor Caminho é um dos melhores programas que temos no Estado de São Paulo porque presta um serviço inestimável. É importante dizer que é um programa que deu certo. Todo mundo reivindica porque melhora a economia dos municípios”, afirmou. Milton Leite lembrou que o programa ajuda tanto aos pequenos municípios quanto aos distritos que ficam em regiões longínquas, como o distrito de Marsilac, em São Paulo. “O Melhor Caminho atende aos cidadãos sem distinção, da forma mais simples e eficaz”.

De acordo com Toshio Misato, além do Melhor Caminho – tão bem avaliado por prefeitos e deputados, a Codasp tem também programas voltados à recuperação ambiental. “Estamos disponibilizando para prefeituras e órgãos públicos que tenham TCRAs (Termo de Compromisso de Recuperação Ambiental) e TACs (Termos de Ajustamento de Conduta) para cumprir; ou seja, plantio de árvores nativas em beira de córregos e rios. Além deste, temos o programa Nascentes, do Governo do Estado, que prioriza o reservatório da Cantareira, no qual estamos plantando 10 mil mudas de árvores. É um programa que visa preservar água e solo e faz com que as nascentes sejam revitalizadas”, destacou.

Municípios e trechos atendidos

· Indiana
Estrada IND-040
Trecho de 2,15 km
Bairro: Novo Destino
Número de Produtores Beneficiados: 140

“Esse convênio é importante porque vai beneficiar diretamente 28 famílias do município que não conseguiam mais passar pela estrada”, afirmou Celeide Aparecida Floriano, prefeita municipal.

· Iporanga
Estrada Municipal Francisco de Paula Souza
Trecho de 8,2 km
Bairros: Andorinhas e Mármore
Número de Produtores Beneficiados: 50

“A estrada é o caminho do desenvolvimento. O local é de grande importância por interligar o nosso município à Barra do Turvo, que nos dá acesso à BR-116. Sabemos das dificuldades e, para aproveitar melhor o convênio, nós atenderemos os pontos críticos, tornando a estrada mais segura e de fácil acesso”, destacou o prefeito Valmir da Silva.

· Itanhaém
Estrada do Rio Preto – Bairro do Rio Preto
Estrada Francisco Paniguar Filho – Bairro do Rio Branco
Trecho de 7,8 km
Número de Produtores Beneficiados: 40

“É um programa que vem ao encontro do trabalho que temos feito na cidade de Itanhaém, levando infraestrutura e investimento para os locais mais distantes do centro comercial, desenvolvendo também a agricultura e pesca. Esse convênio reflete exatamente isso, são cerca de oito quilômetros de estradas que receberão investimento ”, ressaltou o prefeito Marco Aurélio Gomes dos Santos.

· Mairiporã
Estrada Vereador Mário Romeiro – Bairros Pirucaia /Tapera Grande
Estrada José Gonçalves – Bairro Guavirutuva
Estrada Mário Cambaiuva do Nascimento – Bairro Capim Branco
Trecho de 15,39 km
Número de Produtores Beneficiados: 80

“Esse convênio que vai recuperar mais de 15 quilômetros de estradas rurais é muito importante porque vai beneficiar 18 bairros do município, que foi seriamente castigado pelas últimas chuvas do dia 10 de março e do mês de fevereiro, que foi o mais chuvoso dos últimos cinco anos na região ”, explicou o prefeito Márcio Cavalcanti Pampuri.

· Quatá
Estrada QTA-175 – Bairro Água Bonita
Estrada QTA-335 – Bairro Água de Fogo
Trecho de 7,6 km
Número de Produtores Beneficiados: 62

“Quatá é uma cidade basicamente rural, nós possuímos mais de 250 de estradas rurais, esse convênio que está sendo assinado hoje vai beneficiar diretamente mais de 20 famílias que residem no bairro, além dos agricultores que precisam escoar sua produção. É importante destacar também que, o bairro Água do Fogo foi seriamente castigado pelas últimas chuvas, afetando inclusive a represa, que nós tivemos que recuperar com recursos próprios. Então esse valor vai nos ajudar a continuar a recuperação das áreas afetadas ”, afirmou a prefeita Luciana Guimarães Alves Casaca.


Por: Nara Guimarães

Foto: João Luiz

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: