Secretaria acompanha a travessia da Marcha Mangalarga pelo interior do Estado

Postado em: 06/09/2019 ás 18:05 | Por: Paloma Minke

Atravessar o estado de São Paulo a cavalo é o objetivo dos associados da Sociedade Rural Brasileira, Francisco de Godoy Bueno e Gastão Mesquita Filho, que realizam, desde o dia 26, a “Marcha Mangalarga”, que saiu do Centro Equestre Apalu, em Alumínio (região de Sorocaba), até a Fazenda Pindorama (Barretos), representando simbolicamente a devolução e evolução da criação de cavalos da tradicional tropa SP. O percurso é um RAID de resistência, planejado para testar e comprovar as qualidades dos cavalos da raça mangalarga, especialmente da linhagem SP, iniciada por Sebastião de Almeida Prado, bisavô de Bueno.

As cavalgadas são eventos de concentração animal, onde pode ocorrer a disseminação de doenças de peculiar interesse do Estado, como o mormo, a anemia infeccioso equina e outras que possam causar prejuízos ao setor. Com esta preocupação, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por sua Coordenadoria de Defesa Agropecuária está próxima do evento. Por determinação do coordenador Eduardo Soares de Camargo, equipes de médicos veterinários da Defesa estão presentes na passagem por municípios dos Escritórios de Defesa Agropecuária (EDAs) de Sorocaba, Piracicaba, Limeira, Araraquara, Ribeirão Preto e Barretos.

Os organizadores entraram em contato com a Coordenadoria, solicitando informações de como proceder a emissão da guia de trânsito animal (GTA) e os documentos necessários. “Seguir as normas sanitárias para a realização de eventos de concentração animal não é apenas para se cumprir a burocracia do Estado, mas, para garantir a sanidade do rebanho equídeo do estado de São Paulo” disse o médico veterinário Luciano Lagatta, diretor do Centro de Defesa Sanitária Animal.

Durante o percurso os médicos veterinários dos EDAs envolvidos “fiscalizam o evento e divulgam a necessidade de que em todas as cavalgadas os envolvidos façam como estes criadores, que entraram em contato com a Defesa Agropecuária e estão cientes de realizá-lo conforme as normas da legislação para garantir a sanidade do rebanho equídeo do Estado” disse a médica veterinária Kamila Gravena, que junto à Coordenadoria responde pelo Programa Estadual de Sanidade dos Equídeos.

Os animais participantes (seis exemplares da raça mangalarga, todos descendentes da castiça linhagem “SP”) seguem acompanhados de GTA e dos exames necessários especificados na Resolução SAA-19, de 15-4-2013, que estabelece que todos os equídeos em trânsito no estado de São Paulo, independentemente da origem, do destino e da finalidade, deverão estar acompanhados da GTA e dos documentos zoossanitários - exame negativo para mormo, dentro do prazo de validade de 60 dias; o exame negativo para anemia infecciosa equina (AIE), dentro do prazo de validade de 60 dias; o atestado de vacinação contra a influenza equina, dentro do prazo de validade de 360 dias; e o atestado veterinário de ausência de sinais clínicos de doenças infectocontagiosas. Além disso, de acordo com os organizadores, todos os passos dos cavalos e dos cavaleiros são seguidos por uma equipe técnica, especialmente dedicada ao bem-estar dos animais.

A cavalgada teve início no dia 26 de agosto, em Alumínio, município da região do EDA de Sorocaba, conforme programação:

EDA de Sorocaba:

26/08 - Largada do Centro Equestre Apalu (Alumínio) até Itu

 

EDA de Piracicaba

27/08 - Saída de Salto, segue por Capivari e Mombuca.

28/08 - Travessia de Mombuca, seguindo por Rio das Pedras, Saltinho e Volta Grande.

29/08 - Travessia do Rio Piracicaba até Artemis, seguindo por Artemis, Santana, Santa Luzia e Charqueada.

 

EDA de Limeira

30/08 - Segue rumo a Ipeúna, segue para Ubá margeando o trilho do trem até Itirapina. Atravessa a cidade de Itirapina e segue até São Carlos.

 

EDA de Araraquara

31/08 - Dia de descanso em São Carlos.

01/09 - Travessia da cidade de São Carlos, seguindo por Água Vermelha e Américo Brasiliense.

 

EDA de Ribeirão Preto e EDA Barretos

02/09- Segue até Rincão, atravessa a cidade de Rincão; Segue pela estrada de ferro, até Guatapará, atravessa a cidade de Guatapará e segue para Pradópolis.

03/09 - Segue de Pradópolis a Barrinha, depois Santa Teresinha, Colônia São Rafael e Pitangueiras.

 

EDA Barretos

04/09 - Segue de Pitangueiras até Viradouro e depois a Terra Roxa e Jaborandi.

05 e 06/09 - Dia reserva.

07/09 - Travessia da cidade de Jaborandi, seguindo por carreadores de cana até a chegada do Raid na Fazenda Pindorama (Barretos). (Com informações da SRB)

 

Informações para imprensa sobre o evento: (11) 5051-5840 e 5051-5863

Por Teresa Paranhos

 

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: