Projeto para superar a crise é defendido por Arnaldo Jardim em encontro com líderes empresariais

Postado em: 31/08/2015 ás 13:20 | Por: Comunicação SAA

lideNa semana em que foi anunciada uma estimativa de retração do Produto Interno Bruto Brasileiro (PIB) em mais de 2%, o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, defendeu um “projeto de nação” para não apenas a agropecuária paulista, mas todo o Brasil, superar a crise atual. Para o secretário, São Paulo deve ter um papel definido neste novo projeto, espalhando seus bons exemplos de tecnologia e produtividade no campo para todo o País.

Ministrando a palestra “Perspectivas e Oportunidades no Agronegócio”, no encontro do grupo de líderes empresariais Lide dentro da programação da Fenasucro & Agrocana 2015, em Sertãozinho, o secretário ressaltou que quando não há um projeto de país, surge a multiplicação das demandas setoriais, mais isoladas, solicitações localizadas da sociedade. Isso faz com que as prioridades se percam, com uma consequente falta de rumo para as ações do Governo Federal.

Atitudes como “o artificialismo na economia e esse controle do preço do combustível que sacrificou o setor da cana”, são negativas. Uma retomada econômica, segundo o secretário, só é possível se houver previsibilidade para os investidores, quando a visão sobre o interesse público estiver acima dos interesses particulares. “Como sempre ressalta o governador Geraldo Alckmin, o Brasil se tornou um país caro antes mesmo de ser rico. Fomos constituindo premissas e acumulando responsabilidades”, apontou Arnaldo Jardim.

Para ele, o momento crítico deve ser usado como aprendizado para o futuro, deixar lições para a sociedade começar a construir um novo projeto de nação. O Estado de São Paulo tem papel definitivo nessa recuperação econômica, tendo como alguns dos muitos bons exemplos os títulos de maior produtor de cana do País, com 58,3% da produção nacional.

A contribuição paulista também pode ser dada por meio de tecnologias inovadoras como as Mudas Pré-Brotadas (MPB) desenvolvidas pelo Centro de Cana do Instituto Agronômico (IAC) da Secretaria, aumentando em 20 vezes a produtividade. O secretário apontou o território paulista como centro da produção do conhecimento agropecuário, referência na construção dessa tecnologia necessária para agregar valor à produção e aumentar produtividade para sair da crise.

Mas o momento é de otimismo e Arnaldo Jardim acredita que “o Brasil tem muitos desafios, mas um mundo de oportunidades”, como o encontro dos principais produtores de equipamentos e insumos com os produtores de cana da região de Sertãozinho durante a Fenasucro & Agrocana. “Chega de falar de crise. Sempre ouvimos falar de empresas que crescem na crise, que sejam as nossas”, defendeu Fábio Fernandes, presidente do Lide Ribeirão.

Avançando

No primeiro evento da parceira entre Lide e Fenasucro, Arnaldo Jardim destacou que o momento de crise “para as pessoas que estão aqui é a hora de ir além”. Uma recuperação que inclui também as mulheres, representadas no evento por Claudia Tonielo, presidente do Lide Agronegócio Mulher, se formando na região de Sertãozinho para, segundo ela, “ser uma frente feminina, não feminista, para termos força no setor”.

Uma retomada acompanhada também pelos Estados Unidos, com cobertura do jornal “The Wall Street Journal”. Correspondente do diário enviado a Sertãozinho para acompanhar a programação sobre cana, o jornalista Jeffrey Lewis contou que o mundo todo espera uma recuperação do Brasil. “Com a crise do açúcar e o crescimento do etanol, o Brasil vira foco. Torcemos para o País se recuperar”, disse.

Com 100 horas de cursos técnicos e empregando cinco mil pessoas direta e indiretamente, a Fenasucro & Agrocana 2015 não apenas movimentou a economia local, mas também foi momento de dar fôlego e ânimo para o setor sucroenergético voltar a sua plena capacidade produtiva. “Em um momento de crise não só no setor, mas na economia como um todo, a Fenasucro dá uma esperança para nós”, concluiu Antonio Tonielo Filho, presidente do Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético (Ceise).

Por Hélio Filho 

Foto: Paulo Prendes

Mais informações

Assessoria de imprensa

Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

(11) 5067-0069

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: