Produtor rural Diego Fortes é eleito novo presidente da Câmara Setorial de Citros

Postado em: 11/11/2016 ás 14:03 | Por: Comunicação SAA

O novo presidente Câmara Setorial de Citros atua no comércio de laranjas in natura e é empreendedorA Câmara Setorial de Citros da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, tem um novo presidente: o produtor rural Diego Fortes, da cidade de Limeira. Ele foi eleito na última terça-feira, dia 8 de novembro de 2016, durante reunião realizada em Cordeirópolis, e assumirá o cargo deixado por Emílio Cesar Fávero.

Diego é um jovem empreendedor. Vem de uma tradicional família produtora de Citros, em Limeira, que criou a Markbem Citrus, que atua no comércio de laranjas in natura. “A história da minha família começou há 50 anos em um cenário de agricultura familiar, uma pequena propriedade com pés de laranja, cereais e uma horta”, comentou o novo presidente.

Fortes ressaltou que por ser jovem contará com as experiências e conhecimentos dos membros mais experientes do setor. “Certamente o conhecimento da equipe ajudará ainda mais a fortalecer o setor, que cresceu demais em sua administração”, afirmou o novo presidente.

Fávero deixa o cargo após dois anos de gestão em muitas conquistas. Ele explicou que foi um período desafiador para reestruturar o setor para trazer mais valor e representatividade para os produtores de citros de mesa, fortalecendo a Câmara Setorial.

“Tivemos a felicidade de trabalhar com o secretário de Agricultura, Arnaldo Jardim, que tem uma dinâmica enorme e nos apoiou para que conseguíssemos conquistar essas vitórias para o setor. Ele transmitiu confiança e acreditou nas nossas decisões. E isso nos permitiu que pudéssemos ter um pouco mais de segurança de seguir adiante, mesmo em um cenário complicado”, disse.

Dentre as principais conquistas, Fávero destacou a mudança na legislação para o controle do cancro cítrico em propriedades paulistas, permitindo adotar novas estratégias que não seja exclusivamente a erradicação da planta doente, que originou a Instrução Normativa (IN) nº 37, publicada no dia 6 de setembro de 2016, pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que permitirá fazer mitigação de risco em produção de citros. “Essa mudança já vinha sendo pleiteada pelo setor há cinco anos e veio para estimular o produtor rural a melhorar a qualidade da sua produção, valorizar quem produz direito e principalmente apoiar os produtores que vivem com o cancro em suas propriedades para sair dessa situação”, disse Fávero.

Para o secretário-executivo das Câmaras Setoriais da Secretaria, Alberto Amorim, o setor só tem a ganhar com “oxigenação da diretriz da Câmara Setorial”. “Quem ganha é o setor, pois alia duas coisas: sangue novo de um presidente jovem e uma renovação gerada por quem por dois anos fez um grande trabalho à frente da Câmara Setorial. Fávero fez uma gestão excelente e certamente tem muito o quer agregar nessa nova gestão”, disse.

O secretário Arnaldo Jardim destacou que para o Estado é importante ter uma Câmara Setorial ativa, pois é a partir dela que surgem discussões e temas para melhorar o setor agropecuário. “Essa demanda nos orienta a buscar melhores condições para atendermos as diretrizes estabelecidas pelo governador Geraldo Alckmin, de agregar valor à produção e garantir melhores condições ao produtor rural”, disse.

Os presidentes das Câmaras Setoriais são eleitos por votação dos membros efetivos da cadeia produtiva para a gestão de um ano, podendo ser prorrogado para mais um ano.

Por Paulo Prendes

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: