Prêmio Cidadania no Campo: Rancharia inova técnicas de extensão rural

Postado em: 01/11/2019 ás 14:05 | Por: Kevin

Segundo colocado usará verba da premiação para melhorar o escoamento agrícola nas estradas rurais.

O Prefeito de Rancharia, Alberto Cesar Centeio de Araújo, segura o "Prêmio Cidadania no Campo - Município Agro 2019" ao lado do secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Gustavo Junqueira, e da secretária executiva da Pasta, Gabriela Chiste (ambos ao lado direito).A Prefeitura de Rancharia ficou em segundo lugar no ranking do “Prêmio Cidadania no Campo – Município Agro 2019”, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por criar projetos inovadores de extensão rural técnica aos produtores. A gestão administrativa recebeu R$ 250 mil reais, que serão utilizados na melhoria e manutenção das estradas RHR 352 e RHR 142, que compõe os mais de 1.200 quilômetros de estradas rurais da cidade, para fornecer maior acessibilidade às propriedades e praticidade no escoamento da safra.

O Prefeito de Rancharia, Alberto Cesar Centeio de Araújo, destaca que o prêmio ajudará no fluxo de entrada e saída da produção agropecuária na cidade e que tem “grande importância para o município, pois destaca o seu reconhecimento perante o Estado de São Paulo. Além disso, é de grande valia para os agricultores, que tem sua produção presente em âmbito nacional e internacional”.

Rancharia possui quase 30 mil habitantes, que vivem no espaço de 1.587 quilômetros quadrados e conta com 1.250 Unidades de Produção Agropecuárias (UPA’s), sendo a maioria de pequenos e médios produtores (80%). No total são 1.350 agropecuaristas, incluindo proprietários, arrendatários e comodatários, que participam ativamente de três cooperativas que os auxiliam na produção de soja, milho, pecuária de corte e leite. Eles também acreditam no cooperativismo e contam com seis associações espalhadas pela região.

Produção de hortaliças em estufas.A cidade conta com duas pequenas indústrias de laticínios com foco no leite in natura, para agregar valor aos produtos. Uma das fábricas fica localizada na Escola Técnica Estadual (Etec) Agrícola Deputado Francisco Franco. Os pecuaristas também contam com dois frigoríficos, um de bovinos, com capacidade de abatimento de mil cabeças por dia, e o outro de frango, com capacidade de abate de até 200 mil cabeças por dia.  Para gerar renda a seus produtores é realizada a Feira da Lua, na qual os alimentos frescos e saudáveis são vendidos direto ao consumidor, todas as quintas feiras na Rua Adhemar de Barros às 17h.

Rancharia conta com programas que inovam a produção de alimentos e geram renda ao produtor rural. “Os projetos são gerenciados pela Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, que possui profissionais e técnicos qualificados para dar extensão rural técnica aos produtores do município, visando o aumento da produção com inovação em suas técnicas de preparo de solo, plantio e manejo”, contou o prefeito.

Na produção agropecuária, os programas incentivam os rancharienses a fazer o cultivo irrigado e protegido em estufa e a integrar Cidade rural de Rancharia pratica cultivos agrícolas intercalados.lavoura e pecuária por meio do cultivo de amendoim e soja, os auxiliam no plantio direto de soja e milho safrinha e qualificam a pecuária leiteira com melhoria genética do plantel de gado de leite e corte.

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo já auxiliou o município com o Programa Melhor Caminho, que fez cascalhamento nas estradas rurais, distribuiu aparelhos (plantadeira, pulverizador e trator), o Projeto Microbacias I, em que foi realizado todo o levantamento das Unidades Agropecuárias do Município e no Microbacias II, onde foi adquirido um Caminhão resfriador de leite para a Associação do Distrito de Agisse.

Em Rancharia a agricultura é formada, principalmente, pelas produções de cana-de-açúcar, soja, milho, amendoim das águas, heveicultura, avicultura de postura, pecuária de corte e leite. No gráfico abaixo são apresentados os dados fornecidos pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA) da Pasta referentes aos números de produção da região em 2018.

Produto

Área de Produção

Produção

Cana-de-açúcar

48 mil hectares

3.840 milhões de toneladas

Amendoim das águas

8.400 mil hectares

1.764 milhões de sacas de 25 quilos cada

Seringueira

318 mil pés

1.050 milhões quilos de coagulo

Soja

19 mil hectares

1.045 milhões de sacas de 60 quilos cada

Gado para corte

42 mil foram para abate

714 mil arrobas foram produzidos

Gado para leite

6.250 mil vacas em lactação

11 mil litros foram produzidos

Rancharia tem o maior rebanho do Estado que conta com 130 mil cabeças, sendo 95 mil para corte, 25 mil para leite e 10 mil para produção mista. Os animais vivem e se alimentam em 70 mil hectares de pastagens.

Fotos: Daniel Guimarães e Prefeitura de Rancharia. 

Leia mais sobre outros finalistas do “Prêmio Cidadania no Campo – Município Agro 2019” clicando nos títulos abaixo:

Itanhaém fomenta agropecuária através de políticas públicas.

4° Pedreira melhora a qualidade de vida de seus produtores.

5°- Itapetininga promove produção sustentável em propriedades rurais.

6°- Votuporanga visa geração de oportunidades, renda ao homem do campo e a sustentabilidade.

7°- Bragança Paulista da o exemplo do uso sustentável de recursos hídricos.

8°- Atibaia alavanca a agricultura e pecuária por meio de programas que apoiam o agricultor.

9°- Martinópolis fomenta assistência técnica e extensão rural aos produtores.

10°- Com recursos do Estado, Teodoro Sampaio investirá em logística e no escoamento da produção agrícola.

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: