Lu Alckmin recebe doação de 30 kits “Padaria Artesanal” durante evento do Microbacias II, em São Paulo

Postado em: 01/06/2016 ás 17:41 | Por: Comunicação SAA

A presidente do Fundo de Social e de Solidariedade e primeira-dama, Lu Alckmin recebeu do presidente da Associação Paulista de Avicultura (AVA), Érico Pozzer, 30 kits “Padaria Artesanal” (foto: João Luiz)

A presidente do Fundo de Social e de Solidariedade e primeira-dama, Lu Alckmin recebeu do presidente da Associação Paulista de Avicultura (AVA), Érico Pozzer, 30 kits “Padaria Artesanal”, com 30 fornos em aço inox a gás, 30 liquidificadores industrial e 120 assadeiras. Os itens serão destinados ao programa de Capacitação, Geração de Renda e Emprego promovido pelo Fundo.

A primeira-dama do Estado recebeu os equipamentos durante a solenidade de assinatura do termo de compromisso, autorizando o projeto de 134 associações e cooperativas de produtores rurais aprovadas na 6ª Chamada Pública do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável – Microbacias II – Acesso ao Mercado, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, no dia 31 de maio de 2016.

O curso de capacitação é destinado às pessoas com mais de 16 anos, não sendo exigida escolaridade mínima e são feitos em parceria com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), que disponibiliza o corpo técnico e metodologia para a elaboração de pães.

De acordo com Lu Alckmin, o objetivo do programa é qualificar profissionais e capacitar agentes multiplicadores na produção de dez tipos de pães, feitos com vegetais e frutas, oferecendo oportunidade e gerando assim emprego e renda. "Desde 2001 até 2006, já formamos mais de 80 mil multiplicadores. Na retomada do projeto, em abril de 2011, expandimos o projeto para 645 municípios no interior e na capital”, disse.

“É um programa que transforma a vida das pessoas. Qualquer cidadão pode aprender, são receitas simples e de baixo custo. São pais de família que conseguem pagar os estudos de seus filhos, empreendedores que abrem seu próprio comércio ou até mesmo pessoas que desejam ter um hobby ou se alimentar melhor”, complementou Lu.

O secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim, ressaltou a importância do projeto, “pois além de propiciar uma alternativa para a sociedade de gerar renda, especialmente no momento de crise que o País vivencia, é uma forma de garantir a saudabilidade dos alimentos, seguindo a diretriz do governador Geraldo Alckmin”, ponderou.

Os cursos têm duração de um dia, com carga horária de oito horas, e são realizados de terças às quintas-feiras, na Unidade do Fundo, no Palácio dos Bandeirantes e no Parque da Água Branca.

Por Paulo Prendes

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: