Evento em Bariri destaca trabalho do Governo de Geraldo Alckmin para o setor sucroenergético

Postado em: 26/09/2016 ás 16:39 | Por: Comunicação SAA

Evento reuniu os elos da cadeia produtiva em BaririO secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, destacou em Bariri, na última sexta-feira, 23 de setembro, o esforço do governo de Geraldo Alckmin para fomentar o setor sucroenergético. O titular da Pasta participou na sede da Associação dos Fornecedores de Cana da Região de Bariri (Assobari) do “Caminhos da Cana”, evento que orienta tecnicamente os elos da cadeia produtiva, e reforçou o compromisso do Governo do Estado com um dos mais pujantes setores da agropecuária brasileira.

“Temos feito uma tarefa combinada com vocês de criar referências para a cadeia sucroenergética. E para isso contamos com o apoio do governador Geraldo Alckmin, um amigo deste setor”, destacou o secretário, listando algumas das iniciativas do Executivo estadual para fomentar a cana-de-açúcar. São exemplos como o Centro de Cana do Instituto Agronômico (IAC), em Ribeirão Preto, onde são estudadas e criadas novas variedades da planta, sempre com foco em maior sanidade e aumento de produtividade.

Arnaldo Jardim: contamos com o apoio do governador Geraldo AlckminArnaldo Jardim lembrou ainda das mudas pré-brotadas (MPB) desenvolvidas pela Pasta, que podem aumentar em até 20 vezes o volume de produção do canavial. “Além disso, o governador Geraldo Alckmin sempre reforça a importância de investirmos em pesquisas que possam ser utilizadas pelos nosso canavicultores”, pontuou o secretário, que agradeceu ainda a participação dos produtores nas palestras que têm rodado o Estado orientando sobre o controle e a prevenção da mosca-dos-estábulos e a consequente liberação da queima fitossanitária nas plantações (leia mais aqui).

São ações que auxiliam o setor a se adaptar à nova realidade de mercado, onde a sustentabilidade na produção tem sido fator determinante na hora da comercialização do produto. Uma grande fabricante mundial de refrigerantes, por exemplo, tem adquirido apenas o açúcar que é produzido com respeito à natureza, como observou Eduardo Vasconcellos Romão, presidente da Organização de Plantadores de Cana da Região do Centro-Sul do Brasil (Orplana), organizadora do evento ao lado da Assobari.

De acordo com ele, a cadeia da cana precisa estar atenta às mudanças para poder acompanhá-las. “Tem muita coisa para surgir em nosso setor. Como será nosso cultivo daqui a 10 anos? Vamos fazer as mesmas coisas que fazemos hoje? Há uma necessidade de adaptação a este novo momento”, convocou Romão.

Uma necessidade de atualização que levou ao evento a engenheira agrônoma de Boraceia Ana Laura Rocha, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq/Usp). Filha de agricultor, ela trabalha com bioenergia e diz que “há um grande crescimento do setor hoje, então precisamos saber exatamente o que deve ser feito, trocar experiências”. Elogiando a qualidade das palestras da programação, Ana Laura quer estar “sempre me atualizando sobre o setor da cana-de-açúcar”.

Ela foi uma das espectadoras da palestra “Gestão da propriedade rural e custos agrícolas”, ministrada pelo pesquisador João Rosa, do Programa de Educação Continuada em Economia e Gestão de Empresas (Pecege) da Esalq, que percorre todas as regiões canavieiras do Brasil estudando pontos importantes, como o custo de produção. “Muitos fornecedores não sabem quanto custa sua cana. Façam esse controle”, pediu à plateia de produtores rurais, técnicos e pesquisadores, indicando ainda que “nunca se deve avaliar o custo de produção por reais a cada hectare porque deve ser levada em conta a produtividade também”.

O “Caminhos da Cana” é uma iniciativa que já foi realizada em 18 cidades brasileiras, percorrendo cerca de 11 mil quilômetros para levar aos elos da cadeia da cana orientações importantes sobre sustentabilidade, fluxo de caixa, produtividade, sanidade e planejamento e gestão. Mais informações sobre a iniciativa no www.facebook.com/Caminhos-da-Cana.

Por: Hélio Filho
Fotos: João Luiz

Galeria do Flickr
Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: