Defesa Agropecuária e IAGRO fortalecem a interação na fiscalização ao longo da fronteira entre São Paulo e Mato Grosso do Sul

Postado em: 14/12/2021 ás 15:57 | Por: Assessoria de Comunicação

Sr. Antonio de Souza Jaime, da CDA, que com o apoio da Polícia Militar Ambiental de São Paulo escoltou os animais à propriedade de origem para proceder à fiscalização 

Na noite do último domingo, dia 12 de dezembro de 2021, servidores da IAGRO, a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal do Mato Grosso do Sul, entraram em contato com a Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, para relatarem que haviam flagrado um caminhão transportando animais oriundos do Estado de São Paulo adentrando aquele estado sem a documentação zoossanitária necessária: a guia de trânsito animal (GTA) e os atestados de exames e vacinação. Após os procedimentos rotineiros serem realizados pela equipe sulmatogrossense, foi determinado o retorno dos animais à sua origem.

No final da noite de domingo, as equipes técnicas do Grupo de Defesa Sanitária Animal e do Programa Estadual de Vigilância Sanitária Animal (que abrange as ações relativas ao trânsito de animais vivos) entraram em contato com o Diretor Técnico do Escritório de Defesa Agropecuária (EDA) de Presidente Venceslau, engenheiro agrônomo Roberto Mikio Arabori, solicitando apoio. Com o apoio do Diretor e toda a equipe do EDA, logo no início da manhã da segunda-feira (13), o técnico de apoio agropecuário da Unidade de Defesa Agropecuária (UDA) do município de Euclides da Cunha Paulista, o senhor Antonio de Souza Jaime, foi até a Agência Fazendária de Anaurilândia, no Mato Grosso do Sul, e com a ajuda da Polícia Militar Ambiental de São Paulo escoltou os animais de volta até a propriedade de origem, no município de Rosana/SP, para proceder à fiscalização.

Ainda durante a fiscalização feita pela IAGRO, o condutor do veículo que transportava os animais foi autuado. Já durante a fiscalização pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo, a propriedade teve o movimento de animais interditado para testagem de mormo e anemia infecciosa equina nos animais presentes. Houve contagem dos 28 animais (27 equinos e um asinino), colheita de sangue de todos eles para realização dos exames e lavratura de dois autos de infração ao proprietário dos animais por movimentar animais sem a documentação zoossanitária pertinente e por deixar de exigir essa documentação ao receber animais. Essas ações são necessárias para um diagnóstico da situação sanitária do rebanho equídeo e para regularização da propriedade junto ao órgão oficial de defesa agropecuária.

Para a CDA, o acionamento pela IAGRO é resultado do fortalecimento da parceira entre os dois estados: “Em maio deste ano, a CDA e a IAGRO realizaram uma grande operação de fiscalização do trânsito de animais e produtos e subprodutos de origem animal e vegetal ao longo da fronteira entre São Paulo e Mato Grosso do Sul. Aquela foi a primeira aproximação entre os dois órgãos de defesa agropecuária e estamos muito satisfeitos em ver que a interação e parceria entre eles continua, pelo bem do agronegócio e da saúde pública do Brasil como um todo. E temos que agradecer ao Senhor Antonio de Souza Jaime, que atendeu prontamente ao pedido do médico-veterinário Luiz Henrique Barrochelo e representou a ação do Estado de São Paulo frente ao pedido dos nossos colegas do estado vizinho.”, disse Erika Ramos Mello, coordenadora substituta.

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: