Arnaldo Jardim reforça o compromisso do Estado com a segurança alimentar, na 40ª Reunião do Consea-SP

Postado em: 06/07/2016 ás 17:39 | Por: erick

Compuseram a mesa de trabalho, Benedito Alemão, vice-presidente do Consea-SP; Érico Pozzer, presidente do Consea-SP; José Valverde Machado Filho, secretário-executivo do Consea-SP; Arnaldo Jardim, secretário de Agricultura e Abastecimento; Michel Reche, coordenador da Codeagro, respectivamente (foto: Paulo Prendes)O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, ressaltou a importância de intensificar o debate sobre Segurança Alimentar e Nutrição no Estado de São Paulo, da 40ª reunião ordinária do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Consea-SP), realizada nesta quarta-feira, 06 de julho, no auditório da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), na sede da Pasta.

Arnaldo Jardim afirmou o compromisso do Governo do Estado de São Paulo em buscar a saudabilidade dos alimentos. “Reunir representantes da sociedade civil, com funcionários da nossa Secretaria abre o diálogo para criarmos meios para promover a segurança dos alimentos”, disse

O secretário ressaltou que o Consea-SP é um órgão de assessoramento ao governador Geraldo Alckmin, cujo objetivo é propor as diretrizes de uma Política Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável e deve buscar suporte nas estruturas que a Secretaria de Agricultura disponibiliza, por meio dos seus seis institutos e 14 polos regionais de pesquisa, da assistência técnica e extensão rural, da busca pela sanidade da produção agrícola e pecuária paulista e dos programas de desenvolvimento do agronegócio.

O titular da Pasta destacou também que sua proximidade com o tema Segurança Alimentar vem de longa data. Ele lembrou o Projeto de Lei 6867/2003, de sua autoria, que instituiu a Política Nacional de Erradicação da Fome e de Promoção da Função Social dos Alimentos (PEFSA), elaborada em parceria com religiosos e representantes da sociedade civil e tem como uma de suas metas o combate ao desperdício de alimentos. “A proposta se somou aos esforços mundiais de combate à fome, especialmente a Campanha Mundial Contra a Fome e o Desperdício de Alimentos, lançada pelo Papa Francisco”, comentou.

Arnaldo Jardim afirmou o compromisso do Governo do Estado de São Paulo em buscar a saudabilidade dos alimentos (foto: Paulo Prendes)Arnaldo Jardim concluiu afirmando que, diante da atual conjuntura econômica, com 2 milhões de desempregados na grande São Paulo, o Consea-SP tem sua responsabilidade ainda mais ampliada.

José Valverde Machado Filho, secretário-executivo do Consea-SP, agradeceu a confiança que o secretário de Agricultura depositou em seu trabalho e afirmou que, nesses primeiros meses de 2016, foi possível destravar pautas e abrir diálogo com as Comissões Regionais, dar sequência na análise dos processos de revitalização ou criação dos conselhos municipais e promover uma pauta capilar de segurança alimentar e os aspectos relativos à sustentabilidade. As questões relativas ao tratamento adequado do resíduo orgânico e a elaboração de um projeto de agroecologia estão no horizonte próximo e, todo esse conhecimento, irá ajudar a compor as bases de uma Política Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, a partir da qual se dará início a elaboração do programa específico para o Estado de São Paulo.

De acordo com o presidente do Consea-SP, Érico Pozzer, a dinâmica das reuniões das Comissões Regionais de Segurança Alimentar e Nutricional (CRSANSs) indica que o trabalho está no caminho certo.

Pozzer destacou a Oficina Regional realizada em parceria com a Universidade Estadual Paulista (Unesp) “Júlio de Mesquita Filho” (leia mais aqui) como uma das iniciativas que estão garantindo o sucesso dos encontros.

Os conselheiros dividiram-se para discutir os assuntos sobre segurança alimentar e nutricional (foto: Paulo Prendes)Benedito Alemão, vice-presidente do Consea-SP, destacou o entrosamento das CRSANSs, afirmando que esse é o fator mais importante para o avanço do trabalho. “A união é fundamental, mas precisamos de uma legislação específica para a nossa realidade e podemos conseguir isso porque temos um secretário de Agricultura que fala a língua do arroz e do feijão”, concluiu.

Na sequência foram tratados os assuntos indicados na pauta: aprovação da ata da 39ª Reunião do Consea-SP, realizada em 04 de maio de 2016; apresentação Prestação de Contas de 2015; informes regional e relatos sobre as oficinas regionais para formação de multiplicadores e fortalecimento do SISAN; apresentação do Grupo de Trabalho (GT) para elaboração de catálogo de conselheiros 2015-2017, bem como criação e adequação de logotipo do Consea-SP; informe sobre o Curso de especialização em Segurança Alimentar e Nutricional – REDE SANS e legislação que rege as compras públicas do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Na parte da tarde, os conselheiros dividiram-se para discutir os assuntos das comissões permanentes de SAN dos Povos e Comunidades Tradicionais; de articulação entre conselho e de Monitoramento das políticas da SAN e o GT que estuda as propostas do Relatório Final da V Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional de São Paulo.

Por: Nara Guimarães

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: