Arnaldo Jardim participa de conferência sobre conjuntura econômica com Roberto Gianetti da Fonseca na Agrishow 2017

Postado em: 02/05/2017 ás 19:19 | Por: Comunicação SAA

Secretário Arnaldo Jardim questiona Roberto Gianetti se o setor agropecuário será o indutor de um novo ciclo de desenvolvimento no Brasil (Foto: João Luiz)O setor agropecuário será o indutor de um novo ciclo de desenvolvimento no Brasil? Com essa pergunta o Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, provocou a análise do economista Roberto Gianetti da Fonseca durante a conferência realizada na manhã desta terça-feira, 2 de maio, pelo grupo Lide na Arena do Conhecimento, montada dentro da Agrishow 2017.

De acordo com Gianetti, a resposta para a pergunta do secretário é sim e não, uma vez que o crescimento do agronegócio gera uma escala de produção de máquinas, de serviços, de exportações que evidencia essa capacidade de recuperação do Brasil.

“Mas só o agronegócio não é suficiente! O setor de serviços hoje é quase 70% do PIB do Brasil. Se não voltarmos a ter crescimento do mercado interno, para que os serviços e a indústria voltem a crescer juntos, o agronegócio pode estar crescendo a 10%, 12% que a economia brasileira estará crescendo a um, a dois por cento, porque os outros setores puxam para baixo”, analisou o economista.

Gianetti aproveitou a conferencia para também fazer uma análise político-econômica do país e destacou que o setor de agronegócio é o Brasil que dá certo. “Esse otimismo que vemos aqui caminhando pela Agrishow, de ver as pessoas circulando, comprando, investindo, tomando decisões é o que temos que também levar para a indústria e para os serviços”, disse Gianetti.

Eficiência e inovação

Antes de Roberto Gianetti da Fonseca responder à sua pergunta, o secretário Arnaldo Jardim fez questão de ressaltar a eficiência do setor agrícola brasileiro, que de acordo com o titular da Pasta de Agricultura utiliza cerca de 8% do território nacional para fins de cultivo.

“Dos 850 milhões de hectares que temos no Brasil, nós utilizamos 80 milhões de hectares para produzir toda a cana, toda a soja, todos os grãos, todas as hortaliças, todas as frutas, tudo aquilo que se produz no país. E nós alimentamos o Brasil e alimentamos o mundo de grãos e proteína animal utilizando apenas essa fração do nosso território. Isso só é possível pela nossa eficiência no campo”, disse o secretário.

Ao final de sua fala, Arnaldo Jardim também frisou a capacidade de inovação do setor, que respondeu por cerca de 50% dos aplicativos desenvolvidos no Brasil em 2016.

Por Leonardo Chagas
Fotos: João Luiz

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: