Arnaldo Jardim inaugura nova estrutura e entrega equipamentos aos produtores rurais da região de Presidente Prudente beneficiados com Microbacias II

Postado em: 29/01/2018 ás 17:08 | Por: Comunicação SAA

Arnaldo Jardim inaugura nova estrutura e entrega equipamentos aos produtores rurais da região de Presidente Prudente (foto: João Luiz)O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, esteve em Presidente Prudente, na última quinta-feira (25), para inaugurar um Centro de Acolhimento de Despolpadoras de Frutas dos Fruticultores Associados Oeste Paulista (Faop) e entregar os veículos à Associação dos Produtores Assentados da Rodeio (Apar), de Presidente Bernardes e Cooperativa da Agricultura Familiar de Presidente Prudente (Coaf).

Diversos produtores rurais da região de Presidente Prudente poderão agregar valor e melhorar sua competitividade e proporcionar o acesso aos novos mercados, aumentando as oportunidades de emprego e renda, a inclusão social e promovendo a conservação dos recursos naturais, graças ao investimento do Governo do Estado de São Paulo, por meio do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável – Microbacias II – Acesso ao Mercado.

O secretário Arnaldo Jardim ressaltou a importância do Microbacias II, que “emancipa” o produtor rural da dependência do Estado e proporciona condições para que se organize e busque novos mercados. “Com as novas estruturas e equipamentos, os produtores poderão transformar a matéria-prima em produtos com alto valor agregado, além de aumentar a produtividade, fortalecendo os produtores rurais do oeste do Estado de São Paulo, como nos orienta o governador Geraldo Alckmin”, disse.

Para o produtor rural, presidente da Faop, Carlos Sussumu Suyama, o Governo do Estado de São Paulo, por meio do Microbacias II realizou um sonho dos produtores rurais, que acreditam no processamento de frutas para agregar valor à produção. “Essa agroindústria de processamento da matéria-prima possibilitará aumentar a produtividade com sustentabilidade”, destacou.

O prefeito de Presidente Prudente, Nelson Bugalho, afirmou que o município caminha ao lado do Governo do Estado para fortalecer o pequeno produtor rural, “responsável por abastecer a mesa da população”, ponderou.

O prefeito de Narandiba, Itamar dos Santos Silva, destacou que o município precisa olhar para o pequeno produtor, “e fazer políticas públicas que os fortaleçam, para que aumentem sua produção, gere mais renda, melhore sua condição de vida e traga mais riqueza para a região”, defendeu.

A proposta de negócio para a construção do Centro de Acolhimento de Despolpadoras de Frutas integrou a quarta chamada pública do Microbacias II, e visa melhorar a estrutura do packing house com câmaras além de máquinas e equipamentos. O total investido foi R$ 668.986,39, sendo R$467.290,47 apoiado pelo Governo do Estado de São Paulo, e R$ 201.695,92 a contrapartida da entidade, beneficiando 18 produtores associados.

O titular da Pasta entregou um caminhão à Apar no valor de R$ 135 mil. O equipamento integra a Proposta de Negócios da entidade para implantação de uma agroindústria familiar, no valor de R$ 668.986,39, sendo o valor de R$ 467.290,47, e a contrapartida de R$ 201.695,92. Mais de 30 produtores serão beneficiados com o projeto.

A Coaf recebeu um caminhão baú, no valor de R$ 169 mil das mãos do secretário de Agricultura. O veículo faz parte da proposta de negócio da entidade que estruturará ainda um packing house para fortalecer a produção de hortaliças minimamente processadas e produtos industrializados de mandioca. O valor total do projeto é de R$ 1.137.848,00, sendo R$ 796.493,60 apoiados pelo Microbacias II, o que beneficiará 17 produtores rurais cooperados.

Projeto Microbacias II – Acesso ao Mercado

Iniciado em 2011, o Projeto Microbacias II – Acesso ao Mercado é uma ação do governo paulista, implementado por duas de suas secretarias, a de Agricultura e Abastecimento, por intermédio da Cati, e a do Meio Ambiente, via Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais.

Nesses seis anos de Projeto barreiras foram superadas; homens e mulheres voltaram às propriedades rurais para garantirem seu sustento e aprender a gerenciar o próprio negócio; tradições culturais foram mantidas; produtos agrícolas tiveram valor agregado; consumidores receberam alimentos de melhor qualidade; estradas rurais foram recuperadas; o meio ambiente foi preservado e outras tantas transformações foram possíveis, graças ao empenho de todos os técnicos da instituição e de seus parceiros, mas, sem dúvida e principalmente, pelo comprometimento e esforço de associações, cooperativas, comunidades indígenas e quilombolas, que não mediram esforços para suas conquistas.

Por Paulo Prendes

 

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: