1º Encontro de Estatísticas Agropecuárias


de: 28/03/2019 até: 28/03/2019

1º Encontro de Estatísticas Agropecuárias



O Instituto de Economia Agrícola (IEA), órgão de pesquisa vinculado à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA-SP) convida a todos os interessados a participarem do 1º Encontro de Estatísticas Agropecuárias.

O 1º Encontro de Estatísticas Agropecuárias tem como objetivo apresentar resultados das estatísticas agrícolas de 2018 e perspectivas para 2019. As discussões decorrentes também trarão esclarecimentos sobre os produtos que deverão beneficiar o processo de geração e divulgação das informações. A programação contará com palestras e debates. O Encontro promete ser um espaço para integração e fonte de conhecimento para os usuários ligados ao tema, que utilizam estatísticas agrícolas em suas áreas de atuação.

O Centro de Pesquisas de Informações Estatísticas dos Agronegócios, do Instituto de Economia Agrícola (CPIEA/IEA) dedica-se à elaboração de informações estatísticas sobre temas de interesse para os diversos agentes econômicos que atuam no agronegócio paulista e divulga seus resultados, oferecendo produtos e serviços a toda sociedade. As informações são levantadas e elaboradas de acordo com metodologias desenvolvidas no próprio IEA.

 

Local do Evento

Praça Ramos de Azevedo, 254, 1º andar - Salão Nobre
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

Público alvo 

O 1º Encontro de Estatísticas Agropecuárias tem como público alvo técnicos, pesquisadores, agentes dos setores público e privado e estudantes das áreas: economia, agronomia, estatística, administração, sociologia e áreas afins.

Programação

 

Resumo

 

Estatística de Trabalho Rural

O levantamento de salários rurais e demais estatísticas afins é realizado com base em informes dos técnicos responsáveis pelas Casas de Agricultura de todos os municípios do Estado de São Paulo, nos meses de abril e novembro. Esta pesquisa abrange as seguintes categorias: Diarista a seco, Volante, boia-fria ou safrista, Administrador, Tratorista, Mensalista e Capataz. Essa estatística também fornece informações sobre pagamento de empreita e quantidade colhida por homem/dia e ao valor pago ao trabalhador por unidade de medida, especificada para cada cultura.

Estatística de Terras Agrícolas

O levantamento estima os preços de terra nua e com benfeitorias por município no Estado de São Paulo. O levantamento é realizado por categorias de terras, desde áreas sem qualquer restrição de cultivo, até terras com grandes limitações de plantio. A pesquisa é realizada junto aos técnicos das Casas de Agricultura, Cooperativas e Imobiliárias. Os valores gerados servem de referência para fins de arrecadação do Imposto Territorial Rural (ITR) e para arrecadação do Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos – ITCMD, segundo a Portaria CAT N°.29, de 04.03.2011, da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, que trata do ITCMD.

Estatística da Produção Paulista - Animal/Vegetal

Através de cinco levantamentos anuais, esta estatística traz informações dos principais produtos de origem animal e vegetal do estado de São Paulo, totalizando aproximadamente 150 itens. Possibilita fazer um diagnóstico das oscilações de área, produção e criação, que ocorrem com as principais atividades agropecuárias no Estado. As informações geradas servem como balizador de todos os segmentos nas tomadas de decisões para planejamento e governança. Este trabalho é realizado em conjunto com a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI).

Estatística de Preços Pagos pelos Produtores

O levantamento de preços pagos coleta os preços praticados nos pontos de venda, aos quais o agricultor se dirige para efetuar as compras necessárias para desenvolver sua atividade. Essa pesquisa coleta dados de 165 produtos, agrupados em máquinas, veículos e implementos, peças de reposição, fertilizantes e corretivos, frete, defensivos, vacinas e medicamentos, combustíveis e lubrificantes, embalagens, serviços comprados (energia elétrica), materiais de construção e reparo, animais de produção e trabalho, alimentos industriais para animais, alimentos "in natura" para animais e sementes. As informações são coletadas mensalmente num cadastro de informantes, por meio de questionários, e-mail, telefonemas, visitas presenciais, consulta a sites.

Estatística de Preços Recebidos pelos Produtores

O levantamento de preços recebidos é realizado para 54 produtos, sendo 28 de origem vegetal e 26 de origem animal, observando sua importância quanto à produção e comercialização no Estado de São Paulo, por meio de coleta de informações via web, junto aos informantes, provenientes de uma amostra intencional, composta principalmente por Casas de Agricultura (CAs)/CATI, além de produtores, atacadistas, indústrias, cooperativas, sindicatos rurais e outros. Os produtos são divididos em duas categorias, conforme a formação das cotações (diária e mensal). Os preços médios mensais recebidos pelos agricultores referem-se aos valores obtidos na transação de venda de produtos para o primeiro comprador do sistema de comercialização. As cotações dizem respeito aos produtos embalados e livres dos custos de: comercialização, despesas de colheita, transporte, embalagens e impostos.

Estatística de Preços no Mercado Atacadista

O levantamento de preços ao nível de atacado é realizado diariamente, via telefone, e-mail e consulta em site, no período da manhã. A amostra de estabelecimentos a serem pesquisados é intencional. Os preços médios dos produtos agrícolas no mercado atacadista da região metropolitana de São Paulo referem-se à média simples mensal dos preços mínimo e máximo de venda dos produtos divulgados no Boletim Diário de Preços (BDP), com pagamento à vista, incluindo todos os gastos (beneficiamento, industrialização, preparo, acondicionamento, transporte, comissões, impostos, etc.) até a sua aquisição por outras empresas (atacadistas, varejistas, indústrias etc.). As estatísticas de preços no atacado oferecem base para negociação e posicionamento dos agentes de mercado e produtores. São utilizados nas negociações incluindo os programas de Aquisição de Alimentos, em todos os níveis, incluindo pequenos negócios, como pizzarias, que utilizam estas informações de preços para balizar suas compras fomentando negociações com fornecedores.

Estatística de Preços no Mercado Varejista

O levantamento de preços no varejo é realizado em 370 equipamentos varejistas, na cidade de São Paulo, divididos em 169 supermercados, 69 feiras-livres, 40 açougues, 79 quitandas/sacolões/hortifrútis e 13 padarias, por meio de coletores de dados. O modelo de amostragem é probabilístico e estratificado em 2 estágios (socioeconômico e equipamento). Para o cálculo dos preços e índices, consideram-se os dispêndios com produtos alimentícios no domicílio de uma família paulistana de tamanho e renda médios, de acordo com a POF (Pesquisa de Orçamento Familiar) da FIPE. Além de base de inúmeras pesquisas suas informações são utilizadas nas negociações incluindo os programas de Aquisição de Alimentos, em todos os níveis, incluindo pequenos negócios que utilizam estas informações de preços para balizar suas compras fomentando negociações com fornecedores.

Para saber mais sobre as estatísticas agropecuárias, acesse: http://www.iea.agricultura.sp.gov.br/out/index.php