Profissional Agropecuário


Bem-vindo amigo Profissional Agropecuário. Abaixo você encontra um guia com ações, informações, dados e inovações da Secretaria que impactam diretamente em seu trabalho e ajudarão seu cotidiano. Pensando em lhes auxiliar, a Secretaria criou esta seção com as informações e serviços necessários ao seu cotidiano de trabalho. Aqui você encontrará tudo o que podemos lhe oferecer para que você possa tirar o máximo de proveito.

Análise de qualidade do pescado, desenvolvimento de produtos, aproveitamento de resíduos, agregação de valor e análises de sistemas de processamento de pescado.
Visa determinar a qualidade das sementes por meio de determinação de pureza, umidade, germinação, vigor, sementes nocivas e adicionais (peneira, peso hectolítrico e outras). São realizadas de acordo com as metodologias descritas nas Regras para Análise de Sementes (RAS) ou, no caso de comércio internacional, das Regras da Associação Internacional de Análise de Sementes.
Desenvolve e executa projetos de pesquisa visando ao desenvolvimento de métodos para análise de espécies nativas, conservação, sanidade e vigor de sementes. Gera subsídios técnicos, permitindo a inclusão, nas Regras de Análise de Sementes, de novas espécies. Atua em parceria com Universidades e Instituições de Pesquisa (ESALQ-USP, UNESP, Secretaria do Meio Ambiente-SP, IAC, Rede Rio-São Paulo de Sementes Florestais FNMA/MMA), e conta com auxílio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo FAPESP.
Centro integrado de informações agrometeorológicas. As atividades agrícolas que o CIIAGRO procura dar suporte são: calendário agrícola, preparo do solo, aplicação de produtos químicos agrícolas, monitoramento de irrigação, datas de maturação e colheita, controle e manejo de pragas e doenças vegetais, transporte de produtos agrícolas, operações florestais tais como incêndios, geadas e outros fenômenos adversos, manejo agrícola e outras atividades correlatas.
Informações técnicas sobre a criação, manejo, reprodução, melhoramento genético, nutrição, pastagens, ambiência, biotecnologia e aspectos mercadológicos aplicados à produção animal. Agregação de valores relacionados à gestão da qualidade dos produtos de origem animal, focando o atendimento das conformidades dos mercados interno e externo. Atendimento ao público, técnicos, produtores e estudantes na área de produção animal, subáreas de nutrição, reprodução, sanidade e conservação de forragens. Multiplicação e transferência de material genético de bovinos, pastagens, ovinos de várias raças, criadas nas dependências do IZ, por meio de vendas.
Informes imediatos das ações das adversidades meteorológicas sobre as atividades agrícolas e propondo maneiras de monitorar e reduzir os impactos negativos.
Por meio do Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio de Engenharia e Automação, oferece serviços tecnológicos nas áreas de mecanização agrícola, de pós-colheita de flores, frutas, hortaliças, grãos e fibras, ensaios em tratores, semeadoras, pulverizadores, equipamentos de proteção individual agrícola e outros insumos e componentes utilizados em agricultura.
Mapa de solos do estado de São Paulo.
Treinamento na execução de testes de ELISA e Western Blot, com preços a combinar dependendo da necessidade de cada caso.
Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio de Bovinos de Corte.
O curso de Pós-Graduação em Agricultura Tropical e Subtropical do Instituto Agronômico tem como objetivo a formação de pesquisadores docentes e profissionais especializados em programas de mestrado e doutorado. Podem ser candidatos ao curso engenheiros agrônomos, engenheiros agrícolas, biólogos e outros profissionais portadores de diplomas universitários que desenvolvam atividades relacionadas com as ciências agronômicas e ambientais. O curso de Pós-Graduação em Agricultura Tropical e Subtropical do Instituto Agronômico (IAC), é composto de três áreas de concentração:GESTÃO DE RECURSOS AGROAMBIENTAIS, GENÉTICA, MELHORAMENTO E BIOTECNOLOGIA VEGETAL, TECNOLOGIA DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA. Para ampliar a formação, além do curso de Mestrado, são também oferecidos o curso de Doutorado e o MBA em Fitossanidade a distância, em parceria com a Associação Nacional de Defesa Vegetal (ANDEF) - http://www.eadiac.com.br/ .
O Curso de Pós Graduação (Sanidade, Segurança Alimentar e Ambiental no Agronegócio), em nível de mestrado e doutorado, capacita profissionais para pesquisa e docência nas áreas das ciências do agronegócio.
Programa de Pós-graduação que capacita, atualiza e aprimora profissionais de nível superior, em aspectos científicos e tecnológicos, nas áreas de Aquicultura e Pesca.
O Núcleo de Qualificação de Recursos Humanos-NQRH, gerencia as oportunidades de estágios oferecidos nas unidades de pesquisa do Instituto de Zootecnia.
Atribuição realizada por meio de convênio com o Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o LCSM procede à supervisão, orientação, inspeção para credenciamento e treinamento de pessoal dos laboratórios de análise de sementes da rede pública e principalmente, dos cerca de 60 laboratórios da iniciativa privada do Estado, através de reuniões, visitas técnicas, cursos e estágios.
Caso tenha interesse em estagiar no Instituto Biológico entre em contato com o Pesquisador Científico da área de desejada, ou no NQRH, informando-se sobre a documentação necessária. Tel 5087-1751 - E-mail: rh@biologico.sp.gov.br
É exigência da Companhia Estadual de Tecnologia e Saneamento Ambiental do Estado de São Paulo - CETESB que as usinas de açúcar e álcool, estabelecidas no território paulista, tenham regularizadas suas propriedades agrícolas, e de seus fornecedores, no que estabelece a Lei de Uso e Conservação do Solo Agrícola.
Análise de fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), lignina, celulose, hemicelulose em amostras de forrageiras, rações, subprodutos e outros produtos destinados a alimentação animal.
Análises de matéria seca, proteína bruta, extrato etéreo, fibra bruta, extrativo não nitrogenado e matéria mineral em amostras de forrageiras, rações, subprodutos e outros produtos destinados a alimentação animal
Análises de qualidade da água (parâmetros físicos, químicos e biológicos) de ambientes naturais e artificiais, com vistas ao suporte de atividades de aquicultura, pesca e afins
Análises de matéria seca por liofilização e extrato etéreo em amostras de carne das espécies bovinas e bubalinas.
Análise de maciez e perdas por evaporação e gotejamento em amostra de carne de bovinos e bubalinos.
Análise dos minerais: nitrogênio, fósforo, cálcio, magnésio, potássio, enxofre, boro, cobre, ferro, manganês e zinco em amostras de forrageiras, rações, subprodutos e outros produtos destinados a alimentação animal.
Centro de Análise e Pesquisa Tecnológica do Agronegócio de Bovinos de Leite.
Testes de ELISA e Western Blot com ou sem Kits, preço a definir dependendo do volume e dos reagentes necessários
Centro de Análise e Pesquisa Tecnológica do Agronegócio de Bovinos de Leite.
Análises de enfermidades em organismos aquáticos (hematologia, microbiologia, histologia e parasitologia)
São oferecidos os seguintes serviços: Ensaio de Proficiência IAC para Qualidade em Análise de Solos, Informação Sobre Interpretação de Análise de Solo, Análise de Fertilidade do Solo , Análise de Fertilizantes e Resíduos, Análise Física do Solo
Análises de xenobióticos em matriz animal, água, ração, solo, etc por imunoensaios - preço a definir conforme o caso.
Detecção e identificação de patógenos do gênero Phytophthora em amostras de solo, substrato e raízes de plantas cítricas e outras frutíferas.
Amostras de forrageiras, rações são colocadas em contato com o conteúdo líquido de rúmen (inoculo), no interior de um tubo de ensaio, onde se tentam reproduzir as condições predominantes do rúmen-retículo, visando repetir o que ocorre “in vivo”, após 24 a 48 horas de fermentação.
Emissão de laudos técnicos de eficiência e praticabilidade agronômica e de fitotoxicidade para fins de registro de agrotóxicos e afins
Exame de fezes de animais de interesse zootécnico (OPG) para diagnóstico de infestação parasitária.
Exames nas áreas de Proteção Ambiental, Sanidade Animal, Sanidade Vegetal, Sanidade Avícola, resíduos de pesticidas.
Exames e diagnósticos realizados para o diagnóstico de doenças e avaliação de patógenos, em animais, para controle e laudos de sanidade.
Exames e diagnósticos realizados para o diagnóstico de doenças e avaliação de patógenos, em vegetais, para controle e laudos de sanidade.
Desenvolvimento de métodos para análises de resíduos de pesticidas em alimentos, que possibilitem o aumento da qualidade e da capacidade laboratorial instalada. Monitoramento de resíduos de pesticidas em alimentos.
Exames e diagnósticos realizados para o diagnóstico de doenças e avaliação de patógenos, em animais, para controle e laudos de sanidade.
O programa visa garantir a qualidade e inocuidade dos produtos de origem animal e seus subprodutos no Estado de São Paulo, promovendo a proteção da saúde pública.
Realização de ensaios necessários para Vestimentas para Riscos Químicos com Agrotóxicos.
Avaliação de parâmetros de peso e rendimento de carcaça (bovinos e bubalinos). Avaliação dos cortes comerciais através da dissecação da meia carcaça em bovinos e bubalinos. Estimativa da composição da carcaça (química: proteína, extrato etéreo e cinzas; física: porcentagens de músculo, gordura e ossos) em bovinos. Determinação da espessura de gordura, área de olho de lombo e marmorização em bovinos feitas por ultrassonografia.
Centro de Análise e Pesquisa Tecnológica do Agronegócio de Bovinos de Leite.
Qualquer cidadão, organização ou instituição que tenha animais sob sua responsabilidade ou que tenha conhecimento de casos suspeitos ou casos confirmados de doenças animais, deve informar o fato ao Serviço Veterinário Oficial (SVO).
Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio de Bovinos de Corte.
Todos os estabelecimentos avícolas comerciais deverão ser registrados na Defesa Agropecuária da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.
A alteração da Razão Social e a alteração da composição social do estabelecimento registrado no Serviço de Inspeção de São Paulo, seja por venda total ou parte, arrendamento ou outro motivo, deverá ser comunicada ao Serviço.
Quando houver alteração da marca, da razão social ou do CNPJ do estabelecimento, da composição do produto, ou por outros motivos como modernização de lay out do produto registrado, sendo o mesmo produto, o estabelecimento deverá solicitar alteração de rotulagem.
O estabelecimento de produtos de origem animal poderá a qualquer tempo e com a sua conveniência solicitar o cancelamento do seu registro no SISP. Ao encerrar a produção de um ou mais produtos registrado, deverá solicitar o cancelamento do registro dos mesmos.
O estabelecimento industrial ou artesanal registrado no SISP, ao encerrar suas atividades produtivas deverá solicitar o cancelamento de seu registro junto ao Serviço de Inspeção de São Paulo.
O estabelecimento industrial registrado no SISP que desejar realizar reformas no estabelecimento para adequação de instalações deverá solicitar autorização ao Serviço de Inspeção de São Paulo.
Um estabelecimento para manipulação/industrialização de produtos de origem animal necessita de registro em um órgão oficial para seu funcionamento. Dependendo da área de comercialização de seus produtos este registro será federal, estadual ou municipal.
Os estabelecimentos produtores de produtos de origem animal registrados no SISP devem registrar seus produtos para lançá-los ao mercado. O registro do(s) produto(s) deve(m) ser(em) solicitado(s) após a autorização prévia do processo de registro de estabelecimento.
Todo estabelecimento SISP deve entregar relatórios de produção até o dia 10 de cada mês subsequente no EDA que abrange sua localização.
O estabelecimento registrado no SISP e que paralisou suas atividades produtivas para reformas, adequação de instalações e/ou de documentos para retomar sua atividade produtiva deverá solicitar a reativação de suas atividades ao Serviço de Inspeção de São Paulo.
O Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Animal do Estado de São Paulo – SISP – registra estabelecimentos industriais eestabelecimentos de produção artesanal.
O estabelecimento industrial registrado no SISP que desejar paralisar suas atividades produtivas para reformas, adequação de instalações e/ou de documentos deverá solicitar a suspensão temporária de suas atividades ao Serviço de Inspeção de São Paulo.
CADASTRO DE MÉDICO VETERINÁRIO JUNTO AO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO PARA COLHEITA E ENVIO DE MATERIAL PARA DIAGNÓSTICO LABORATORIAL DE MORMO.
Exames e diagnósticos realizados para o diagnóstico de doenças e avaliação de patógenos, em animais, para controle e laudos de sanidade.
Todo agrotóxico ou afim de uso agrícola, comercializado no Estado de São Paulo, com registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), deve ser cadastrado junto a Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo.
Registro de empresas que comercializam agrotóxicos e afins de uso agrícola.
Registro de empresas que prestam serviço na aplicação de agrotóxicos e afins de uso agrícola.
Registro de empresas, fabricantes, formuladoras, manipuladoras, importadoras, exportadoras de agrotóxicos e afins de uso agrícola.
Cadastrado de unidades de recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos e afins - UREV.
Todo local que manipula, beneficia, embala e industrializa frutas cítricas, para qualquer finalidade, deve ser cadastrado na Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo.
Todo local que armazena mudas cítricas (depósito), para qualquer finalidade deve ser cadastrado na Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo.
São coletados dados sobre a produção de mudas e o atendimento das exigências legais quanto a sanidade, para Certificação de Conformidade Fitossanitária.
São coletados dados sobre a produção de mudas e o atendimento das exigências legais quanto a sanidade, para efeito de fiscalização fitossanitária.
Os produtores de mudas cítricas, juntamente com os seus locais de produção (viveiros), têm que estar cadastrados, na Defesa Agropecuária.
Os produtores de mudas de café, juntamente com os seus locais de produção (viveiros), têm que estar cadastrados, na Defesa Agropecuária.
O IAC possui seu QUARENTENÁRIO, legalmente oficializado pela Defesa Agropecuária, desde 15 de maio de 1998 (D.O.U. nº 91). Atualmente está credenciado a realizar quarentena de plantas, inclusive em regime de contenção com plantas geneticamente modificadas – CTNBio (Certificado de Qualidade e Biossegurança nº 0065/98, D.O.U. nº 170).
Exames e diagnósticos realizados para o diagnóstico de doenças e avaliação de patógenos, em vegetais, para controle e laudos de sanidade.
Realização de ensaios laboratoriais nas áreas de proteínas, aminoácidos, alimentos de base protéica, alimentos funcionais, aditivos, micronutrientes, resíduos de pesticidas, contaminantes inorgânicos, óleos e gorduras, colesterol e bromatologia, açucares e polióis, rotulagem nutricional segundo as exigências da ANVISA e FDA. Avaliação sensorial e física de alimentos, análises físicas e microscópicas, planejamento estatístico de experimentos e análises estatísticas de dados. Ensaios laboratoriais e análises microbiológicas de alimentos.
Realização de ensaios laboratoriais nas áreas de proteínas, aminoácidos, alimentos de base proteica, alimentos funcionais, aditivos, micronutrientes, resíduos de pesticidas, contaminantes inorgânicos, óleos e gorduras, colesterol e bromatologia, açucares e polióis, rotulagem nutricional segundo as exigências da ANVISA e FDA. Avaliação sensorial e física de alimentos, análises físicas e microscópicas, planejamento estatístico de experimentos e análises estatísticas de dados. Ensaios laboratoriais e análises microbiológicas de alimentos.
Atendimento ao usuário, prestando serviços especializados, como busca de informações, respostas técnicas, localização e recuperação de documentos, acesso às bases de dados e referências bibliográficas.
Pesquisa e desenvolvimento de produtos e processos; prestação de serviços e assistência tecnológica industrial, fornecendo suporte ao setor industrial de carnes (bovinos, suínos, aves), leite e produtos derivados, cereais, farinhas, biscoitos, massas e pães, industrias de chocolates, balas, confeitos e sobremesas; tecnologia de pós-colheita; tecnologia de processamento de frutas e hortaliças; e projetos agroindustriais.
Atividades de pesquisa e desenvolvimento; inovação e assistência tecnológica para a cadeia produtiva e usuária de embalagem, atuando com diferentes materiais e formas de utilização de embalagens celulósicas, plásticas, metálicas, de vidro e de transporte e distribuição.
O Instituto de Tecnologia de Alimentos - Ital - oferece aos profissionais de empresas privadas e estudantes oriundos de escolas técnicas e universidades, do país e exterior, na área de ciência e tecnologia de alimentos, estágios para capacitação e aprimoramento, cursos de curta duração em todas as suas áreas de atuação, podendo ser os mesmos abertos ou fechados in company. Oferece, também, cerca de 40 eventos teórico-práticos por ano, incluindo cursos e seminários. A partir de 2015, passou a oferecer curso de Mestrado strictu sensu em Ciência e Tecnologia de Alimentos.
Comercialização insumos imunobiológicos de tuberculinas e brucelose, para controle dessas zoonoses.
Oferecer o serviço de produção de anticorpos policlonais. Os anticorpos serão produzidos em coelhos (possibilidade de utilizar outros a combinar) no prazo de 2 a 3 meses, a um custo de R$ 1040,00 com garantia de entrega de pelo menos 10 mL de soro titulado.
Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio de Bovinos de Corte.