Boi 7.7.7


O conceito Boi 7.7.7. foi desenvolvido pelo  Polo Regional da Alta Mogiana da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta). A técnica garante menor tempo para abate, reduz impacto ambiental e custos de produção e aumenta a lucratividade e a produtividade.

 O trabalho garante ao boi sete arrobas na desmama, outras sete na recria e mais sete arrobas no acabamento, resultando em 21 arrobas líquidas em até dois anos, tempo que no sistema convencional é de, em média, três anos.

Os animais utilizados para o desenvolvimento da pesquisa são todos criados na genética do Instituto de Zootecnia (IZ).

A inovação já ultrapassou as fronteiras paulistas e tem garantido ganhos também para produtores de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Goiás, Minas Gerais, Paraná e Rondônia, o que enche de orgulho os pesquisadores da Apta em Colina.