Projeto Nascentes de Holambra é um exemplo de agricultura harmônica com o meio ambiente, destacou Arnaldo Jardim

Postado em: 13/06/2017 ás 9:32 | Por: Paulo Prendes

Projeto Nascentes de Holambra é um exemplo de agricultura harmônica com o meio ambiente, destacou Arnaldo Jardim ( foto: Beatriz Pinheiro)Um exemplo de agricultura harmônica com o meio ambiente. Assim classificou o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, durante a visita ao Projeto Nascentes de Holambra, na última sexta-feira (9). O titular da Pasta acompanhou o diretor-presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu durante a vistoria em diversas propriedades rurais que estão sendo beneficiadas com o projeto, que prevê a recuperação de nascentes e matas ciliares, estradas rurais e áreas de degradação do solo na bacia hidrográfica do Córrego Borda da Mata.

As ações estão sendo realizadas em uma área que engloba 101 propriedades rurais. O projeto é uma parceria da Secretaria com a Agência, Fundação Banco do Brasil e Agência das Bacias Hidrográficas do Piracicaba, Capivari e Jundiaí (APCJ), totalizando um investimento de mais de R$ 3,8 milhões das entidades.

A meta inicial é recuperar 4.464 hectares de matas ciliares, uma área equivalente a 5.400 campos de futebol até 31 de dezembro de 2017. O programa está sendo desenvolvido nas bacias hidrográficas do Alto Tietê, Paraíba do Sul e Piracicaba-Capivari-Jundiaí, regiões que concentram mais de 30 milhões de habitantes. O objetivo final do programa é promover a restauração de 20 mil hectares de matas ciliares e proteger 6 mil quilômetros de cursos d’água.

Até o momento, técnicos da Secretaria que atuam na Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo (Codasp) já recuperaram 43,46 quilômetros de estradas rurais, realizaram o terraceamento em 258 hectares, executaram a subsolagem em 92,96 hectares, instalaram mais de 60 fossas biodigestoras e entregaram 12.236m² de lona geomembrana para a impermeabilização dos reservatórios de água de chuva, que já foram entregues à Associação de Agricultores Familiares de Holambra (Aafhol), além do plantio de 12.500 mudas de essências nativas para a recuperação de matas ciliares e nascentes.

O projeto, que foi elaborado com a participação dos técnicos da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), foi criado para servir de modelo para as demais etapas do Programa Nascentes, desenvolvido pelo Governo do Estado de São Paulo, instituído em junho de 2014.

De acordo com Arnaldo Jardim, essa é uma das diretrizes do governador
Geraldo Alckmin. “Em São Paulo, agricultura não conflita com meio ambiente”, parafraseou o secretário. “Nesta visita, testemunhamos os avanços que o projeto proporcionou, do ponto de vista ambiental e da produtividade. O Projeto Nascentes é um exemplo de trabalho integrado entre o poder público e o produtor rural, que permite ampliar a utilização da água para consumo humano, produção agropecuária e geração de energia”, destacou.

É preciso “não só tratar a emergência, o limite da oferta de água, mas pensar em formas futuras que dão exatamente o grau de racionalidade necessária para a produção e conservação dos recursos hídricos ”, complementou Arnaldo Jardim.

Para o diretor-presidente da ANA, o projeto servirá de modelo para outros estados. “É uma parceria com o setor rural bem-sucedida. É um exemplo de trabalho, construído pela comunidade rural, com o apoio do Estado. Esse é o caminho para garantirmos água com qualidade e quantidade para a população, disse Andreu.

O prefeito de Holambra, Fernando Fiori de Godoy, lembrou que o início de sua gestão foi muito difícil e precisou de todo empenho e ajuda do governo estadual para sanar as dívidas do município. “Atualmente, Holambra caminha para a autossuficiência em geração de água, rede de esgoto e proteção ao meio ambiente”, destacou o prefeito.

Para o produtor rural Nelson Gimenez Ribeiro, o projeto é fundamental para a preservação ambiental, mas o sucesso só atingiu esse ponto, graças ao apoio do homem do campo. “A natureza é a nossa parceira e esse projeto é um ganho espetacular para o município. Estamos resgatando as nascentes, preservando a fauna”, destacou.

Para o sócio fundador da AAFHOL, o produtor José Benedito Daineze, que integra o Conselho Municipal de Meio Ambiente (CMMA) de Holambra, destacou que os produtores rurais da região têm recebido maior reconhecimento como importantes agentes na conservação das nascentes. “Este é o momento de valorizar e recompensar o produtor pelo cuidado que tem tido com a água, alimento mais importante que existe. Esse projeto é inédito e creio que desta experiência, iremos tirar bons resultados”, disse.

Por Paulo Prendes

Foto: Beatriz Pinheiro

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: