Grupo belga-holandês investe R$ 20 milhões na maior central de coleta e processamento de sêmen da América Latina no Estado de São Paulo

Postado em: 17/05/2017 ás 15:56 | Por: Myrela Santana

A Central Bela Vista, empresa integrante do grupo belga-holandês CRV, inaugurou no dia 16 de maio de 2017, a maior central de coleta e processamento de sêmen da América Latina, na cidade paulista de Botucatu. Representando o governador Geraldo Alckmin no evento, o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim enalteceu a iniciativa, que representou um investimento de R$ 20 milhões com capital próprio da cooperativa, sem financiamentos públicos, e a aposta no fortalecimento da produção pecuária paulista e brasileira.

Para Arnaldo Jardim, o investimento é motivo de agradecimento e orgulho, porque há a plena convicção de que o Brasil é capaz de corresponder à expectativa de produção sustentável. “O País é o maior fornecedor de proteína animal do mundo; primeiro exportador de carne bovina, terceiro de carne de frango e quarto de carne suína. Temos um campo formidável para avançar, pois 50% do nosso território tem cobertura vegetal nativa. Não há nenhum outro exemplo de conservação ambiental como o Brasil pode ser apresentar ao mundo”, afirmou.

O CEO da CRV, Peter Broeckx, ressaltou que a presença da cooperativa, com mais de 24 mil cooperados belgas e holandeses, há quase 20 anos no Brasil ocorre graças à visão de que o País pode se tornar uma potência agrícola ainda mais forte, suprindo o aumento do consumo de proteína animal no mundo. “O Brasil tem muita terra, bons solos e água, uma enorme força de trabalho e uma história de produção agrícola, mostrando que o agronegócio, numa tendência econômica descendente, ainda contribui mais a cada ano para a economia brasileira. E o mais importante, há uma enorme oportunidade para melhorar a eficiência da produção”, disse Broeckx.

O investimento beneficia não apenas a produção paulista, mas a pecuária brasileira, conforme afirmou o auditor fiscal do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) Jean Guilherme Fernandes Joaquim. “O ministro Blairo Maggi tem ciência de que este é um projeto muito importante para o País”, disse. Para o auditor, o trabalho conjunto desempenhado pelos governos federal e estadual para garantir as condições sanitárias da produção, que conta com o apoio dos Escritórios de Defesa Agropecuária (EDA), tem sido essencial para o setor privado.

O prefeito de Botucatu, Mário Pardini, ressaltou o benefício social que o novo empreendimento trará ao município. “A nova sede da empresa gerará mais empregos, inovação tecnológica e desenvolvimento para nossa cidade”, comemorou.

“Além da geração de renda e empregos, a empresa propiciará o fortalecimento de vocações para que o município se desenvolva ainda mais”, complementou o presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), João Cury Neto.

Pecuária sustentável

Com 130 hectares, a nova propriedade inaugurada é beneficiada pelo clima e isolamento sanitário, importantes diferenciais para a produção de sêmen congelado de bovinos e bubalinos das mais diversas raças de corte e leite. “A Central Bela Vista opera de forma totalmente independente. O objetivo dessa aquisição foi fortalecer o grupo no mercado de prestação de serviços de coleta e processamento de sêmen, que cresce a passos largos no Brasil”, informou o diretor-presidente da empresa, Paul Vriesekoop.

Estrategicamente localizada próxima às rodovias Castello Branco e Marechal Rondon, a fazenda conta com laboratório com equipamentos de última geração, banco de sêmen, curral de quarentena anti-stress, centro de coleta e piquetes funcionais, para garantir o bem-estar dos animais.

Além de sistema de irrigação nos piquetes e drenagem pluvial, as estruturas contam com ruas asfaltadas, facilitando a movimentação da misturadora e, consequentemente, oferecendo uma distribuição das dietas com melhor qualidade e específica para a necessidade de cada reprodutor.

A empresa faturou R$ 6 milhões em 2016, com a produção de 1,6 milhão de doses, e espera fechar 2017 com R$ 10 milhões de faturamento e 2,6 milhões de doses produzidas.

“O objetivo é trabalharmos mantendo os mais elevados padrões de qualidade de sêmen para que o criador obtenha ótimos índices de prenhez ao usar esse produto em suas vacas e para que tenhamos também uma ótima gestão dos touros. Não haverá melhor lugar no Brasil para coletar sêmen dos touros além da Central Bela Vista”, destacou o gerente operacional, Gerson Sanches.

O evento contou ainda com a presença da consulesa da Holanda, Nana Stolze; do produtor da Fazenda Sant'anna, Jovelino Mineiro; do representante da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), José Antonio Furtado; do presidente da Câmara Municipal de Pardinho, Cristiano Camargo; do coordenador da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), Orlando Melo de Castro; da diretora do Instituto de Zootecnia, Renata Branco Arnandes; do diretor do EDA de Botucatu, Francisco Pereira Neto; e do diretor do Escritório de Desenvolvimento Regional (EDR) de Botucatu, Julio Cesar Thoaldo Romeiro.

Por Paloma Minke
Fotos: João Luiz

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: