Governo Geraldo Alckmin intensifica debate com a sociedade civil para garantir a segurança alimentar

Postado em: 15/09/2016 ás 11:48 | Por: Paulo Prendes

Por meio de reuniões periódicas, os representantes do serviço público e da sociedade civil debatem medidas para incentivar a alimentação saudável (foto: João Luiz)O Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional do Estado de São Paulo (Consea-SP) vem realizando uma série de atividades em todo o Estado para assessorar o Governo Geraldo Alckmin na elaboração da Política Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável.

Por meio de reuniões periódicas, os representantes do serviço público e da sociedade civil debatem medidas para incentivar parcerias que garantam mobilização e racionalização no uso dos recursos naturais, sugerir ações emergenciais para o atendimento da população em situação de insegurança alimentar, propor diretrizes para a Política e o Plano Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, além de proteger e resgatar os valores do patrimônio cultural alimentar.

O secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim, afirmou o compromisso do Governo do Estado de São Paulo em buscar a saudabilidade dos alimentos. “Reunir representantes da sociedade civil, com funcionários da nossa Secretaria, abre o diálogo para criarmos meios para promover a segurança dos alimentos”, disse

O secretário ressaltou que o Consea-SP busca o suporte nas estruturas que a Secretaria de Agricultura disponibiliza, por meio dos seus seis institutos e 14 polos regionais de pesquisa, da assistência técnica e extensão rural, da garantir a sanidade da produção agrícola e pecuária paulista e dos programas de desenvolvimento do agronegócio para fomentar suas ações.

O secretário executivo do Conselho, José Valverde Machado Filho, explicou que existe um trabalho de divulgação e fomento das compras públicas da agricultura familiar no site da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), desenvolvido pelo Instituto de Cooperativismo e Associativismo (ICA), que visa facilitar o acesso dos agricultores familiares aos programas Paulista da Agricultura de Interesse Social (PPAIS) e Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Ele reforçou ainda que o Consea-SP, por meio dos conselheiros no âmbito de suas comissões regionais, apoiam a divulgação das chamadas públicas abertas em suas regiões.

O Conselho é composto por 36 membros, sendo 12 representantes do poder público estadual e 24 da sociedade civil, 16 dos quais são indicados pelas Comissões Regionais de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (CRSANS) e os oito remanescentes provêm de entidades com contribuição na área de segurança alimentar.

Comissões regionais

O Consea-SP coordena as atividades desenvolvidas pelas Comissões Regionais de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável, com o objetivo de fomentar as políticas públicas de segurança alimentar e sustentável nos municípios paulistas.

“O Conselho tem buscado intensificar e tornar mais dinâmicas as comissões regionais, além de apresentar e discutir as propostas e diretrizes do governo estadual para o tema de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável”, afirmou Valverde.

A CRSANS é um órgão com representação governamental e de organizações da sociedade civil que possui atividades relacionadas à Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável. Em abril de 2013, foram criadas 16 Comissões, para descentralizar a discussão e melhorar o conhecimento da realidade regional, com o objetivo de elaborar propostas construídas coletivamente, respeitando a peculiaridade local.

Por Paulo Prendes

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: