Governo de SP elimina intermediários e aumenta lucro de fruticultores de Cândido Rodrigues

Postado em: 22/08/2016 ás 12:57 | Por: Leonardo

Cofrucar terá lucro maior com o Microbacias IIO secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, conheceu na sexta-feira, 19 de agosto, as melhorias do governo paulista entregues à Cooperativa dos Fruticultores de Cândido Rodrigues (Cofrucar) que eliminaram os intermediários do processo de comercialização. A entidade foi beneficiada com R$ 1.156.514,20 do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável – Microbacias II – Acesso ao Mercado.

Com o recurso, os produtores passaram a negociar diretamente com os compradores e aumentaram seu lucro após a aquisição de barracão para processamento de frutas com máquina de classificação de citros, caixas plásticas, gavetas de armazenamento de limão, balanças, transpalets, impressora, câmara fria e equipamentos para apoio da produção como irrigação, conservação do solo, saneamento rural e controle fitossanitário.

Para Arnaldo Jardim, o investimento do governo paulista é monetário, mas garante mais do que dinheiro, dá aos fruticultores condições para serem donos de seu próprio negócio, agregar valor à produção e aumentar sua renda. “O apoio ao pequeno produtor e ao agricultor familiar é uma diretriz do governador Geraldo Alckmin que nós da Secretaria atendemos com muita honra”, apontou o secretário.

Com as melhorias do Microbacias II, a Cofrucar eliminou os atravessadores. Somente com o limão, por exemplo, o lucro subiu R$ 5 por cada caixa: de R$ 55 para R$ 60. A fruta é o carro-chefe da agricultura no município, que em 2015 produziu 1.044.000 caixas de 40,8 quilos, de acordo com levantamento do Instituto de Economia Agrícola (IEA) da Secretaria.

Produção de frutas passa a ser beneficiada pela própria Cofrucar“Com o Microbacias II a gente se sente mais independente. O pessoal fica mais feliz, trabalha mais animado porque sabe que o retorno vai ser maior”, explicou João Carlos Frare, presidente da Cofrucar e citricultor “desde sempre”, há 56 anos. Ele contou ainda que as próximas aquisições serão caixas para embalagem das frutas e um caminhão para transporte dos produtos.

Produtos como o limão da terra de Ernesto Bigoloti, agricultor há 30 anos que investe ainda na cultura da cana-de-açúcar e da manga. “Com essas melhorias a gente tem expectativa de vender mais e com lucro maior porque não tem o atravessador”, contou o filho de citricultor. Comemoração dividida com o amigo e também produtor Gilmar Acerati, para quem “o atravessador sai ganhando sem muito esforço porque ele não planta, não trabalha na terra”.

O encontro na Cofrucar reuniu ainda funcionários da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati) da Secretaria que atuam nos municípios de Vista Alegre do Alto, Cândido Rodrigues, Borborema, Fernando Prestes, Ibitinga, Itápolis, Monte Alto, Jaboticabal, Taquaritinga e Taiuva.

O Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável – Microbacias II – Acesso ao Mercado é uma ação do Governo do Estado de São Paulo, executada pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por meio da Cati, e pela Secretaria do Meio Ambiente, por meio da Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN).

Por: Hélio Filho
Fotos: Paulo Prendes

Galeria do Flickr
Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: