Câmaras Setoriais aumentam o dinamismo e atividades em favor da agropecuária paulista

Postado em: 22/12/2016 ás 13:38 | Por: Hélio Filho

Reuniões discutem as demandas do setorO dinamismo foi o grande objetivo alcançado em 2016 pelas Câmaras Setoriais (CS) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. A maior atuação foi possível principalmente com sua realocação junto ao Gabinete do secretário Arnaldo Jardim, que com a mudança pode acompanhar de perto todas as demandas surgidas nas reuniões.

O trabalho, iniciado em 2015, se consolidou bem em 2016 com as Câmaras sendo cada vez mais ativas e seus componentes interagindo com muita tranquilidade e fluidez com a Secretaria de Agricultura. “Quando o secretário Arnaldo Jardim coloca as Câmaras Setoriais no mesmo nível da assessoria de gabinete, dá a elas muito mais visibilidade do que quando estavam vinculadas à Codeagro. A Coordenadoria, mesmo dando total apoio às nossas demandas, tinha como enfoque a questão do abastecimento, o que comprometia a visão do conjunto”, afirmou Alberto Amorim, secretário-executivo das Câmaras Setoriais.

O dinamismo que a mudança provocou pode ser percebido já em 2016. Das 31 CS instaladas na Pasta, 19 estão em plena atividade, tendo realizado pelo menos uma reunião nos últimos 12 meses. Borracha Natural, Fungicultura, Produtos Florestais, Trigo, Citros e Pescado; todavia, superaram muito essa marca e efetuaram de três a quatro encontros no período, sem contar a reunião conjunta com a Comissão Técnica de Citricultura, realizada pela CS de Citros, e do Seminário de Heveicultura, em São José do Rio Preto, ambos em abril de 2016; e a participação na 9ª Conferência Anual de Borracha Natural, em Guwahati, Índia, em outubro deste ano.  

“O pessoal está animado. As expectativas são excelentes. Conseguimos reativar a CS de Fruticultura e criar a de Fungicultura, em maio deste ano. Os integrantes estão trabalhando muito. Há uma série de coisas acontecendo e, com a resolução que cria os Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs), ficará melhor ainda porque aproxima o setor produtivo da parte mais formal da Secretaria, que é a pesquisa, seguindo uma das principais orientações do governador Geraldo Alckmin para a Secretaria”, destacou o secretário Arnaldo Jardim.  

“Esse era o objetivo do secretário Arnaldo Jardim ao vincular as Câmaras diretamente ao seu gabinete, onde elas estão sendo muito mais procuradas. As CS estão sendo vistas pelo produtor como um canal direto para conversar com a Pasta, propor políticas públicas, reformulações, regulamentação. Isso traz maior agilidade para achar soluções”, afirmou Amorim.

Por Nara Guimarães

 

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: