Bananicultores de Palmital aumentam produtividade com o apoio do Projeto Microbacias II

Postado em: 23/08/2016 ás 17:12 | Por: Paloma Minke

Cooperativa fornece produtos a mais de cem estabelecimentos diariamente (Foto: João Luiz/SAA)

O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim visitou as instalações renovadas da Cooperativa Palmitalense de Bananicultores (Coopaban), que ampliou sua participação no mercado graças ao apoio do Governo do Estado, por meio do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável – Microbacias II – Acesso ao Mercado. Com as melhorias, a organização atualmente fornece frutas a mais de cem estabelecimentos como mercados, armazéns e hortifrútis da região.

 No total, foram investidos R$ 1.260.211,00, sendo que o Governo paulista apoiou R$ 800.000,00 do valor. Já a Cooperativa investiu R$ 460.211,00, com um financiamento de R$ 299.466,00 pelo Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (Feap), da Secretaria.

Com o valor, a organização, que atualmente conta com 27 produtores cooperados, e foi fundada há dez anos, construiu um packing house de 520 metros quadrados para armazenar e comercializar os produtos e reformou um galpão já existente, equipando-o com seis câmaras frias, paleteira, adequação de piso e rampas, expositores, balanças e um transformador trifásico para garantir o fornecimento de energia à estrutura. Além disso, os produtores adquiriram dois caminhões turbo e intercooler, um furgão com baú isotérmico e um automóvel que agilizam o transporte das frutas.

“Sempre busquem aprender, conhecer novas tecnologias e formas de aprimorar a produção, fortaleçam o cooperativismo e o associativismo e mantenham a união para continuar crescendo”, disse o secretário Arnaldo Jardim aos cooperados da Coopaban, ressaltando que o apoio ao pequeno produtor é uma das diretrizes do governador Geraldo Alckmin.

“Ser pequeno não significa depender de assistencialismo, mas diz respeito ao tamanho, à estrutura diferenciada, que muitas vezes envolve o trabalho de familiares e um ou dois funcionários, mas, ainda assim, exige excelência. Queremos que vocês continuem a se desenvolver chegando até a etapa de processamento e valorizando ainda mais o produto”, disse o secretário, durante a visita, no dia 22 de agosto, lembrando que os produtores podem contar ainda com programas como as linhas de crédito do Pró-Trator e Pró-Implemento, pelo Feap, para melhorar ainda mais o processo produtivo. “Acessem esses recursos do governo paulista e multipliquem ainda mais a possibilidade de produção e renda”, conclamou.Secretário Arnaldo Jardim conclama cooperados a se unirem para alcançar o desenvolvimento (Foto: João Luiz/SAA)

Para o presidente da Coopaban, Reginaldo José de Oliveira, as melhorias proporcionadas pelo projeto visam não só trazer melhores condições de atuação aos cooperados no presente como garantir a sucessão no campo. “Somos filhos da terra, é nossa tradição mexer com agricultura, mas com a velocidade das informações e tecnologias no mundo, se não nos organizarmos, nossos filhos poderão não conseguir se manter nos negócios da família”, ressaltou o dirigente.

Para Oliveira, além do acesso ao mercado, é preciso assegurar confiança para que os produtores possam diversificar suas culturas, visto que no município predominam a produção de cana-de-açúcar, soja e milho.

No caminho certo

Graças a um dispositivo do Microbacias II, Palmital também foi beneficiado com a recuperação de estradas rurais, obras que totalizaram um investimento de R$ 350 mil e facilitaram o acesso dos produtores entre os bairros Água da Canela e Água Espanholada. O município também já havia sido contemplado com R$ 600 mil do Programa Melhor Caminho/Pontos Críticos, executado pela Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo (Codasp), para a recuperação de 10 quilômetros de vias que ligavam os bairros Água do Aranha e Água do Palmitalzinho, propiciando o escoamento da produção.

“O projeto Microbacias II representou um importante investimento, por ser uma oportunidade de os produtores apresentarem os seus produtos de forma diferenciada. E como o nosso município é agrícola, precisamos escoar a nossa produção por estradas em boas condições”, reforçou a prefeita de Palmital, Ismênia Mendes Moraes, que recebeu do secretário Arnaldo Jardim a notícia de que o município será beneficiado com mais R$ 350 mil para melhorias em outros trechos de estradas. “Estamos no caminho certo para o desenvolvimento. Se não fosse a agricultura, o País estaria numa situação pior com a atual crise econômica”, disse a prefeita.

“O projeto nos trouxe maior segurança para investir. Estamos, inclusive, tendo oportunidades de começar a pensar em novas culturas além da banana, como pimentão e hortaliças em geral que atualmente estão sendo importados de outros municípios. Isso possibilitará fortalecer a agricultura em toda a região”, explicou o produtor Claudir Fadel.

“O investimento deu certo, a organização está buscando um desenvolvimento sustentável para os seus cooperados, sendo que a comercialização deu um salto muito grande”, afirmou o diretor técnico da Coordenadoria de Assistência Integral (Cati) de Assis, Cristiano Geller.

Iniciativa do governo paulista, o Microbacias II é executado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por meio da Cati e pela Secretaria do Meio Ambiente, por meio da Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN).

Por: Paloma Minke

Fotos: João Luiz

Galeria do Flickr

Nenhuma imagem disponível.

Galeria do Site

Nenhum áudio disponível.

Informações:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069

Acompanhe a Secretaria: